Um país de poetas

Portugal é um país de poetas? Parece que sim. Conheça uma dezena de livros que evidenciam alguns dos nossos maiores talentos do género.


O Medo

Al Berto

Assírio & Alvim

Originalmente publicada em 1987, esta antologia de poemas escritos entre 1974 e 1986 foi incrementada, em edições subsequentes, com novos textos. Na sua quarta edição, o livro tem agora mais de 700 páginas e é o mais célebre testemunho do talento poético de Al Berto, tendo-lhe valido o Prémio PEN Clube de Poesia.


 

Primeiros Poemas + As Mãos e os Frutos + Os Amantes Sem Dinheiro

Eugénio de Andrade

Assírio & Alvim

Desta edição fazem parte três livros distintos de poesia de Eugénio de Andrade, englobando um total de mais de 60 poemas. Primeiros Poemas é o resultado de uma seleção de 10 poemas que o poeta fez de dois outros livros: Adolescente (1942) e Pureza (1945); As Mãos e os Frutos foi publicado em 1948; e Os Amantes Sem Dinheiro nasceu em 1950.


 

Categorias e Outras Paisagens

Fernando Echevarría

Afrontamento

O mais recente livro deste poeta que veio para Portugal aos dois anos depois de nascer em Espanha, filho de pai português e mãe espanhola, tem mais de 500 páginas, cada qual com um poema. A obra foi distinguida com o Prémio Literário Casino da Póvoa, na edição deste ano do festival Correntes d’Escritas.


 

O Guardador de Rebanhos

Fernando Pessoa

Centro Atlântico

O nome mais conhecido da poesia portuguesa assinava de várias formas. É, por isso, Alberto Caeiro e não Fernando Pessoa o autor oficial dos poemas guardados nesta edição ilustrada a cores e em capa dura, que inclui um prefácio e um posfácio de Pedro Sinde, e a inconfundível sensibilidade de Pessoa.


 

Antologia Poética

Florbela Espanca

Faktoria K de Livros

Reúnem-se nesta edição 13 poemas de Florbela Espanca que evidenciam as diversas facetas do seu característico romantismo e entre os quais se inclui o célebre “Ser Poeta”. Os poemas surgem acompanhados por ilustrações de Joana Rêgo, espelhando a interpretação que a artista fez das palavras da poetisa.


 

Poemas Canhotos

Herberto Helder

Porto Editora

Aquando da sua morte, a 23 de março deste ano, foi apelidado de maior poeta português da segunda metade do século XX. Este foi o seu último livro, terminado pouco antes da morte e publicado um par de meses depois. Nas suas 56 páginas constam 16 poemas inéditos e uma bibliografia completa de Herberto Helder preparada por Luís Manuel Gaspar.


 

A Criança em Ruínas

José Luís Peixoto

Quetzal

Numa das suas incursões pela poesia, José Luís Peixoto estabelece como tema o despertar de uma criança para as várias inquietações do mundo adulto através da gradual desintegração dos hábitos que lhe são familiares. A obra foi distinguida com o Prémio de Melhor Livro de Poesia da Sociedade Portuguesa de Autores.


 

Obra Completa

Luís de Camões

Moderna Editorial Lavores

O seu nome é indissociável ao título da sua mais célebre obra, Os Lusíadas, mas Luís Vaz de Camões escreveu muitos outros poemas, nas suas mais diversas formas. Nesta edição, com mais de 700 páginas, compilam-se todos os textos de um dos maiores nomes da poesia portuguesa.


 

Jóquei

Matilde Campilho

Tinta da China

Se houve um livro de poesia que deu que falar nos últimos anos foi o primeiro trabalho de Matilde Campilho. Dividida entre Portugal e o Brasil, a autora constrói os seus poemas num português em dupla grafia, misturando-lhe ainda, a espaços, um pouco de inglês. Esta coleção de poemas destacou-se nas livrarias ao ponto de fazer de Campilho uma das principais revelações literárias dos últimos anos.


 

Obra Poética

Sophia de Mello Breyner Andresen

Assírio & Alvim

Interessou-se desde muito cedo por poesia e o género acompanhou-a ao longo de toda a vida, intercalado com ensaios, contos, peças e livros infantis. Nas quase 1000 páginas que constituem esta edição, reúne-se toda a obra poética de Sophia de Mello Breyner Andresen, incluindo alguns poemas inéditos. A edição é de Carlos Mendes de Sousa, em diálogo com Maria Andresen Sousa Tavares, que escreve o prefácio.

Gostou? Partilhe este artigo: