Stephen King: o regresso do rei em 2017

stephen-king-revista-estante-fnac

Regresso? Talvez não seja a palavra certa. Stephen King nunca esteve desaparecido.

Desde 1974, ano em que lançou o seu primeiro romance, publicou mais de 60 livros e quase duas centenas de contos. Vendeu cerca de 400 milhões de livros. É um dos mais populares e influentes escritores do mundo. E, todavia, em 2017 não houve escritor mais falado do que ele. Recordamos as razões.

 sr-mercedes-revista-estante-fnac

MARÇO


Sr. Mercedes (o livro)

Um homem num Mercedes investe sobre uma multidão, deixando para trás oito mortos e um crime que atormenta um polícia durante anos. É o ponto de partida deste thriller já traduzido para português.


 gwendys-button-box

MAIO


Gwendy’s Button Box

Stephen King junta-se a Richard Chizmar para publicar esta novela onde uma rapariga se depara com um homem de negro que a convida para uma “conversa”. (Sim, o mesmo homem de negro de A Torre Negra!)


 Skeleton-Crew

JUNHO


The Mist

Depois da novela incluída em Dark Forces (1980) e Skeleton Crew (1985) e do filme lançado em 2007, esta história sobre um misterioso nevoeiro que cai sobre uma cidade tornou-se uma série televisiva.


Donald Trump

Um dos mais ativos críticos de Donald Trump no Twitter, Stephen King foi notícia em todo o mundo ao ser bloqueado pelo presidente dos Estados Unidos na rede social.


torre-negra-pistoleiro

 

 A Torre Negra VII

AGOSTO


A Torre Negra (o filme)

Não foi muito bem acolhida pela crítica esta adaptação ao cinema da mais ambiciosa saga de Stephen King, protagonizada por Idris Elba e Matthew McConaughey. Arrecadou, ainda assim, mais de 111 milhões de dólares nas bilheteiras.


A Torre Negra (o livro)

Está finalmente completa em Portugal a publicação da saga de sete livros (mais um) que constituem A Torre Negra. Misturando fantasia, terror, metaficção e western, é a história da obsessão de um pistoleiro pela misteriosa Torre Negra.


Mr. Mercedes (a série)

Com Brendan Gleeson e Harry Treadaway nos principais papéis, estreou na televisão uma série baseada no thriller homónimo de Stephen King. E já foi renovada.


It-Stephen-King

 

sleeping-beauties

SETEMBRO


It

O muito aguardado remake do clássico de 1986 escrito por Stephen King chegou ao grande ecrã com um enorme estrondo, valendo excelentes críticas, mais de 680 milhões de dólares nas bilheteiras e eternos pesadelos com o palhaço Pennywise.


Gerald’s Game

Uma mulher sozinha num quarto, algemada a uma cama, atormentada pelos próprios pensamentos. O Jogo de Gerald, um dos mais arrepiantes livros de King, é agora um filme da Netflix.


Sleeping Beauties

Stephen juntou-se ao filho Owen para publicar um romance sobre uma curiosa epidemia que faz todas as mulheres do mundo adormecerem.


 Full-Dark-No-Stars

OUTUBRO


1922

Incluída na coleção Full Dark, No Stars, esta novela de Stephen King sobre um homem que assassina a mulher com a ajuda do filho inspirou um filme da Netflix.


Stranger Things

Stephen King não está diretamente envolvido nesta série de sucesso dos irmãos Duffer, mas é inevitável não falar nele de cada vez que estreia uma nova temporada, já que as suas obras são uma das principais inspirações.


 despertar-stephen-king

NOVEMBRO


Despertar

King encerra da melhor forma o seu ano em Portugal com a publicação de um dos grandes livros de terror dos últimos tempos, uma história sobre fé – e eletricidade – que une dois homens caídos em desgraça.

Longa vida ao rei!
Stephen King continuará certamente a ser um dos reis de 2018. A Bertrand Editora tem já previsto lançar as traduções para português de It e Finders Keepers. Nos Estados Unidos, o autor vai publicar um novo romance. E estreará na televisão a série Castle Rock, baseada em vários dos seus personagens.
Por: Tiago Matos
Fotografia: Shane Leonard

Gostou? Partilhe este artigo: