Stan Lee: o super-criador de heróis

 

 

Stan Lee

Naturalidade
Nova Iorque, Estados Unidos

Data de nascimento
28 de dezembro de 1922

Morte
12 de novembro de 2018

 

 

 

Homem-Formiga

Homem-Formiga

 

Spider Man

O Fantástico Homem-Aranha

 

How to Write Comics

How To Write Comics

 

stan-lee-revista-estante-fnac

Ícone incontornável da Marvel Comics e homem por detrás de super-heróis como Hulk, Homem-Aranha, X-Men ou Thor, Stan Lee é tido por muitos como o pai dos comics, apesar de ter gravado o nome também em várias outras indústrias.

É em Nova Iorque, Estados Unidos, que começa a sua história. Filho de imigrantes romenos, Stan Lee cresceu com os pais e o irmão, Larry, num apartamento de uma só assoalhada, convivendo desde muito novo com dificuldades financeiras provocadas pela Grande Depressão. Isso não o impediu, porém, de alimentar o fascínio por livros, filmes e escrita.

Desde cedo, habituou-se a pôr as mãos à obra. Começou por escrever obituários para uma empresa de notícias, foi moço de recados num escritório e depois, quando terminou o liceu, foi contratado como assistente da Timely Comics. Foi aqui que, em maio de 1941, publicou a sua primeira banda desenhada: Captain America Foils the Traitor’s Revenge.


“Nunca tinha pensado em viver da banda desenhada. Lia outras coisas, como romances e peças de teatro. Um dia, ouvi falar de uma vaga numa editora. Descobri que publicavam, entre outras coisas, banda desenhada, e acabei por me apaixonar por isso.”
Stan Lee

A carreira de Stanley Martin Lieber estava prestes a tornar-se planetária. A Timely Comics desafiou-o a unir esforços ao ilustrador Jack Kirby para lançar uma marca que fizesse frente à DC Comics, uma das gigantes da altura. E assim nasceu, no início dos anos 60, a Marvel Comics.

Primeiro, veio a equipa maravilha conhecida como Quarteto Fantástico. Depois, surgiram super-heróis como Homem-Aranha, X-Men, Hulk, ThorHomem-Formiga e Doutor Estranho. Não tardou a que a Marvel fosse catapultada para a fama. Em 1972 – tinha Lee 50 anos -, foi promovido a diretor da empresa e começou a envolver-se na indústria cinematográfica, levando as suas bandas desenhadas ao grande ecrã.

Filmes como O Homem de Ferro, a saga X-Men, Thor ou Os Vingadores alcançaram tal sucesso internacional que mereceram várias versões ao longo dos anos. No total, estima-se que estes projetos cinematográficos tenham gerado lucros superiores a 11 mil milhões de euros.

Com um império já mais do que consolidado, Stan Lee lançou ainda, em 2002, a sua autobiografia: Excelsior! The Amazing Life of Stan Lee. Esta veio juntar-se a Origins of Marvel Comics, antecedendo How to Write Comics e Amazing, Fantastic, Incredible.

  • Amazing, Fantastic, Incredible (2015)
    Nesta memória gráfica e ilustrada, o autor partilha o legado que foi deixando ao longo dos anos e conta a história da banda desenhada moderna.
  • How To Write Comics (2011)
    O criador do universo Marvel partilha, neste livro, tudo aquilo que veio a aprender sobre a criação de obras e personagens de BD. Desvenda segredos e oferece ainda conselhos a jovens e até a mais experientes escritores.
  • Excelsior! The Amazing Life of Stan Lee (2002)
    Começa pelos tempos de infância em Manhattan, Nova Iorque. Passa pelas primeiras experiências a escrever banda desenhada, pela estadia no exército durante a Segunda Guerra Mundial, pelo nascimento da Marvel e, por fim, pela afirmação em Hollywood. É a história de vida de Stan Lee.
  • Origins of Marvel Comics (1997)
    Narrado pelo próprio autor, este livro recua às origens da Marvel e percorre a sua história, começando por Fantastic Four e passando por heróis como Hulk, Homem-Aranha, Thor e Doutor Estranho.

“As coisas não mudaram muito desde que comecei. O meu único trabalho é arranjar coisas que as pessoas gostem de ler ou de ver num ecrã. Tudo se resume ao mesmo: história. Se eu conseguir inventar uma boa história, boas personagens, depois é decidir se esta deverá ser contada num livro de banda desenhada, num filme ou numa série de televisão.”
Stan Lee

Fã de autores como Stephen King, H. G. Wells, Mark Twain, William Shakespeare ou Charles Dickens, Stan Lee fez ainda uma breve passagem pela DC Comics – depois de se retirar da Marvel, no início do milénio –, ajudando a lançar personagens como Batman, Flash, Robin, Sandman, Super-Homem e Mulher-Maravilha.

Desdobrou-se ainda em várias outras indústrias além da dos comics: fundou a empresa Pow! Entertainment, que faz licenciamento de direitos de propriedade intelectual, criou um canal no YouTube e ainda o programa de televisão Stan Lee’s Super Humans, emitido no canal História entre 2010 e 2014.

Stan Lee morreu aos 95 anos, no dia 12 de novembro de 2018, deixando uma filha de 67 anos. Joan Clayton Boocock, a mulher com quem esteve casado 70 anos, morreu um ano antes, em 2017.


Por: Carolina Morais
Ilustração: Facebook de Stan Lee

Gostou? Partilhe este artigo:

 

Gostou? Partilhe este artigo: