Prémio Costa para livro do ano atribuído a Frances Hardinge

O livro The Lie Tree, da inglesa Frances Hardinge, foi distinguido com o prestigiado prémio Costa para livro do ano. É apenas a segunda vez que o galardão é atribuído a um livro infantil.

O vencedor do prémio Costa para livro do ano é eleito entre os vencedores das várias categorias em disputa. Além de The Lie Tree, vencedor do Costa para melhor livro infantil, eram candidatos A God in Ruins, de Kate Atkinson (vencedor do Costa para melhor romance), 40 Sonnets, de Don Paterson (vencedor do Costa para melhor livro de poesia), The Loney, de Andrew Michael Hurley (vencedor do Costa para melhor romance de estreia), e The Invention of Nature, de Andrea Wulf (vencedor do Costa para melhor biografia).

O prémio Costa para livro do ano distinguiu, em anos anteriores, obras como O Estranho Caso do Cão Morto (Mark Haddon), O Livro Negro (Hilary Mantel) e A de Açor (Helen Macdonald).

Gostou? Partilhe este artigo: