Pepetela

Pepetela

Naturalidade:
Benguela, Angola

Data de nascimento:
29 de outubro de 1941

Primeiro livro publicado:
As Aventuras de Ngunga (1972)

Artur Carlos Maurício Pestana dos Santos nasce em Angola, mas aos 17 anos muda-se para Lisboa, para estudar no Instituto Superior Técnico. Decide ingressar, ainda muito jovem, no Movimento Popular de Libertação de Angola, tornando-se rapidamente um militante ativo na luta contra as políticas portuguesas. Estas atividades levam-no a procurar exílio, primeiro em França e depois na Argélia.

É por terras argelinas que, ainda nos anos 60, se aventura a escrever um primeiro romance, Muana Puó, embora apenas o publique em 1978. Continua a escrever durante o serviço como guerrilheiro, produzindo obras como Mayombe e As Aventuras de Ngunga. Assume nelas o pseudónimo de Pepetela.

Com a independência de Angola, em 1975, integra o governo angolano chefiado por Agostinho Neto. Acaba, no entanto, por o abandonar sete anos depois e opta por se tornar professor de Sociologia na Faculdade de Arquitetura de Luanda. Aproveita também, nesta altura, para se concentrar na sua escrita.

Ao longo da carreira, escreve romances como Yaka (1985), Lueji (1990), A Gloriosa Família (1997) e O Quase Fim do Mundo (2008), muitos dos quais relacionados com a colonização. Publica ainda dois romances policiais que satirizam com humor a nova realidade angolana: Jaime Bunda, Agente Secreto (2001) e Jaime Bunda e a Morte do Americano (2003). Pelo conjunto da obra, é galardoado em 1997 com o Prémio Camões, sendo o primeiro autor angolano distinguido com o prémio. Permanece até hoje um dos mais acarinhados escritores do mundo lusófono.

Gostou? Partilhe este artigo:

 

Gostou? Partilhe este artigo: