Os essenciais de Paul Theroux e outros grandes livros de viagens

Paul-Theroux-estante-fnac

Quando falamos em literatura de viagens, um nome que não pode faltar é o de Paul Theroux. Mas há outros autores que também vais gostar de conhecer.

O Grande Bazar Ferroviário

O-Velho-Expreo-da-Patagonia

A-Arte-da-Viagem

Sul Profundo

O-Outro-Lado-do-Paraiso

Viajar é uma das experiências mais enriquecedoras. Há quem diga mesmo que reduz o stresse e te torna uma pessoa mais feliz. Mas o que para muitos é apenas um sonho ou um passatempo, para outros é a inspiração por trás de vários livros de sucesso. Veja-se o exemplo de Paul Theroux, um dos grandes nomes da literatura de viagens que ganhou o gosto pelo mundo (e por este género literário) quando, com apenas 22 anos, viajou para a região que atualmente conhecemos como Malawi, decidido a ser professor.

Mais tarde, uma viagem de comboio através de Europa, Ásia e Médio Oriente mudou a sua vida. Isto porque serviu de base para o seu primeiro – e ainda hoje mais célebre – livro, O Grande Bazar Ferroviário. Paul Theroux embarcou nesta expedição com o objetivo de encontrar inspiração para escrever, já que queria evitar falar sobre as dificuldades que o seu casamento enfrentava na altura.

O amor por comboios – que, para Theroux, simbolizam a liberdade – não fica por aqui. O Expresso da Patagónia, que é hoje um trajeto de pouco mais de 100 quilómetros, também marcou a vida do autor quando este viajou dos Estados Unidos à Argentina, onde conheceu Jorge Luis Borges. O Velho Expresso da Patagónia é o diário das aventuras de Paul Theroux desde que saiu da invernal cidade de Chicago.

Depois de estes dois clássicos o terem consolidado como uma referência na literatura de viagens, Theroux assinalou os seus 50 anos de carreira com A Arte da Viagem, onde cria uma espécie de manual do género literário a que deu nome. Defensor de viagens a solo – pois é aí que enfrentamos os nossos medos –, o autor analisa neste livro alguns dos seus textos de viagens preferidos para mostrar como o ato de viajar é uma metáfora para a vida que não deves deixar de experimentar.

A verdade é que, para viajar, nem precisas de ir para muito longe de casa. Podes seguir o exemplo do décimo livro de viagens de Paul Theroux que explora o Sul do seu país natal, conhecido pelas marcadas diferenças para com o resto dos Estados Unidos: tradicionalmente pobre, segregado, rural e, de acordo com os próprios habitantes locais, caricaturado e incompreendido. Mais do que uma viagem, Sul Profundo é um retrato sociológico de uma região que, para muitos, é ainda desconhecida. Já começas a perceber como pode ser tão enriquecedor explorar outros cantos do mundo?

Apesar de tudo, nem só de literatura de viagem se faz Paul Theroux. Apontado como um escritor que por vezes mistura a ficção com a realidade, O Outro Lado do Paraíso é um dos seus mais recentes romances parcialmente baseados nas suas próprias experiências. O enredo dá-nos a conhecer um americano que, quando se separa da mulher, regressa ao Malawi, onde passou quatro anos da sua juventude, para reencontrar a felicidade perdida, deparando-se então com uma aldeia dura e violenta, o oposto do paraíso que recordava. São outros tipos de viagem.

OUTROS DESTINOS QUE VAIS QUERER CONHECER

Leva-me Contigo

Leva-me Contigo

Afonso Reis Cabral

E que tal começares pelo teu próprio país? Portugal pode parecer um ponto de partida seguro, mas Afonso Reis Cabral complicou a tarefa quando decidiu percorrer a pé a sua maior estrada nacional – e uma das mais longas da Europa. Durante 24 dias foi partilhando no Facebook as peripécias da sua viagem de Faro a Chaves, compilando-as agora numa versão alargada, em livro.


O-Lado-Selvagem

Edição em inglês:
Into the Wild

O Lado Selvagem

Jon Krakauer

Mais uma prova de que não tens de ir muito longe para te tornares um verdadeiro viajante. Se és adepto do estilo andar-com-a-mochila-às-costas, tens de conhecer Christopher McCandless, que abandonou tudo o que tinha para viver sem rumo nem destino certo nos Estados Unidos. Neste caso específico, o espírito nómada afastou-o da família e levou-o a embarcar numa viagem… com um desfecho trágico.


Sul

Sul

Miguel Sousa Tavares

Se tens um espírito aventureiro, o hemisfério sul do planeta espera por ti. Destinos como Amazónia, Cabo Verde, Egito ou Goa dão-te a conhecer uma realidade completamente diferente e as histórias que Miguel Sousa Tavares testemunhou enquanto jornalista, a maioria há mais de 20 anos, revelam regiões tão exóticas quanto duras.


Nos-Passos-de-Santo-Antonio

Nos Passos de Santo António

Gonçalo Cadilhe

Há mais de 900 anos, Santo António levou uma década a completar a viagem que Gonçalo Cadilhe terminou em dois meses: de Lisboa a Pádua. O autor reproduz o percurso do “primeiro grande viajante da história de Portugal”, como classifica o santo, num livro (e documentário televisivo) que lhe deu um maior entendimento sobre o povo português.


Viajario

Viajário

Antes de partires em aventura não te podes esquecer de levar o “diário” da coleção de viagens da Tinta da China para registares todas as tuas experiências e peripécias. Com citações inspiradoras de autores que transformaram as suas aventuras em livros, quem sabe se este registo não servirá de base para um romance futuro teu?

Por: Tatiana Trilho

Gostou? Partilhe este artigo: