Na Opinião de Patrícia Carreiro

revista-estante-fnac-patricia-carreiro

Diz que o que mais gosta no que faz são as letras, está ansiosa por ler o último livro d’As Crónicas de Gelo e Fogo e acredita que o livro físico nunca irá desaparecer. Patrícia Carreiro tem 43 anos, trabalha na Fnac há 16 anos e é responsável pela livraria da Fnac do Chiado.

Patrícia refere que só recomenda livros que já tenha lido, sublinha que literatura tem sempre mais procura e que a leitura é um mundo dúbio: se uma pessoa começa com um mau romance, não lê mais. “O hábito de leitura tem de ser incutido desde que as crianças são pequenas e adaptar os livros às diferentes idades”, explica. Defende ainda que o romance deveria ser considerado um livro de conhecimento, porque aprendemos e experienciamos sempre algo novo quando lemos um romance. Anseia religiosamente que George R. R. Martin publique o último livro d’As Crónicas de Gelo e Fogo: “Já não consigo aguardar mais. Há três anos que espero por isso”, confessa entre gargalhadas.


 

revista-estante-fnac-a-era-do-vazio-na-opiniao-de

A Era do Vazio

Neste ensaio Lipovetsky relata uma nova formação social, caraterizada pela flexibilidade moral. Analisa e descreve a sociedade pós-moderna e fala sobre as novas atitudes do indivíduo, nas quais está implícita uma perda de princípios que gradualmente vai levar ao individualismo.
Autor: Gilles Lipovetsky | Editora: Relógio D’Água

revista-estante-fnac-principezinho-na-opiniao-de

O Principezinho

Obra intemporal, que tem de ser lida pelo menos duas vezes. A mensagem retida na infância é completamente diferente da idade adulta, simples e ao mesmo tempo complexa. Revela um pequeno grande segredo: “É que as coisas mais importantes são muitas vezes invisíveis para os olhos… só com o coração é que podemos vê-las!”
Autor: Antoine de Saint-Exupéry | Editora: Porto Editora

revista-estante-fnac-aprender-a-rezar-na-era-da-tecnica-na-opiniao-de

Aprender a Rezar na Era da Técnica

No último livro da tetralogia O Reino, Lenz Buchmann é um homem cruel. Um médico que a certa altura da vida decide ser político em busca de respeito e notoriedade. Defensor da razão aliada à força, não manifesta qualquer tipo de sentimento ou bondade para com a sociedade em que está inserido. Quando tudo parece estar no caminho que traçou, acontece o inesperado e tem que aprender a lidar com a doença. Aí conhece as suas fraquezas e a decadência.
Autor: Gonçalo M. Tavares | Editora: Editorial Caminho

 

Gostou? Partilhe este artigo: