Os melhores lugares para amantes de livros em Portugal

lugares-ler-portugal-revista-estante-fnac

Para muitos portugueses os cafés são locais de convívio, concebidos apenas para petiscar e pôr a conversa em dia. Para outros, são paragens obrigatórias na companhia de um bom livro. A esses amantes da leitura em espaços públicos propomos uma viagem de Norte a Sul do país, onde não faltam spots relaxantes e acolhedores para as suas meditações literárias.

Se és o tipo de leitor que procura sempre o espaço e a envolvência ideais para acompanhar a leitura, vieste ao sítio certo. Se sentes dificuldade em largar os velhos hábitos e precisas de quem te leve pela mão a conhecer sítio novos, é aqui, uma vez mais, que encontrarás soluções.

Cafés, bares, restaurantes, hotéis, parques… A oferta é tentadora, tanto para quem prefere o campo como para quem não abdica do mar, da imensidão citadina ou da sua recôndita vila. Acompanha-nos neste roteiro que começa na capital, sem esquecer a Invicta, o Algarve ou as ilhas.


Kafka à Beira-Mar

Aqui Há Gato

Lisboa

O primeiro cat café de Lisboa conjuga os conceitos de casa de chá e tertúlia, afirmando-se como espaço de referência para um público com interesses culturais diversificados. Só há uma condição: tens de ser verdadeiramente apaixonado por gatos, já que são eles que te farão companhia.

Calçada da Estrela, 74A, 1200-667 Lisboa

A ler: Kafka à Beira-Mar
Haruki Murakami

O escritor japonês, que não esconde a sua paixão por felinos (faz questão, aliás, de introduzi-los em muitas das suas narrativas), narra nesta obra as aventuras de duas personagens misteriosas e contrastantes: um jovem que sai de casa aos 15 anos para fugir de uma profecia negra que lhe foi lançada pelo pai, e um idoso que tem dedicado grande parte da sua vida a procurar gatos desaparecidos.


A Mala das Criaturas

Candelabro

Porto

Há seis anos que este café no centro da Invicta alimenta a paixão dos seus clientes por livros, discos, revistas antigas, cinema e objetos vintage. Um espaço de culto, ideal para os mais descontraídos e conversadores, mas também para os intelectuais e apaixonados pelas artes.

Rua da Conceição, 3, Porto

A ler: A Mala das Criaturas
Mark Salisbury

Esta é uma experiência interativa para os amantes de cinema. Aqui, escondem-se os segredos das filmagens de Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los, assim como fotografias, desenhos artísticos, adereços e histórias de bastidores do filme.


Almanaque do Dr. Thackery T. Lambshead

Almanaque 

Porto

Por um lado, uma elegante e frenética coffee house. Por outro, uma magazine store especializada em artes, onde é ampla e rigorosa a oferta de publicações internacionais.

Avenida de Rodrigues de Freitas, 293, 4000-421 Porto

A ler: Almanaque do Dr. Thackery T. Lambshead de Doenças Excêntricas e Desacreditadas
Jeff VanderMeer e Mark Roberts

Manda a casa que nos mantenhamos fiéis ao conceito de almanaque. Por isso sugerimos esta obra mais leve, divertida, algo insólita também, onde nos é apresentada uma lista de casos médicos fantásticos (inventados, digamos assim). O almanaque declara ser uma edição de um livro originalmente publicado na Primeira Guerra Mundial e, num tom humorístico, oferece descrições de doenças escritas por nomes como Neil Gaiman ou Alan Moore.


O Livro das Coisas Boas

Parque da Paz

Almada

Este “pulmão” da cidade de Almada conta com 60 hectares onde não faltam relvados, lagos, cisnes, patos, coelhos, melros, dezenas de espécies de árvores e caminhos dignos de exploradores da natureza.

Avenida Arsenal do Alfeite, 10, 2810-262 Laranjeiro, Almada

A ler: O Livro das Coisas Boas
Marta Spínola e Lucy Pepper

Num lugar verdejante que convida os nossos pensamentos mais profundos a vir ao de cima, propomos uma obra que começa com páginas em branco e nos inspira a registar as nossas melhores memórias e desejos. Frases, filmes, receitas, bilhetes de espetáculos, desenhos, fotografias… tudo é permitido.


Letra Aberta

Barreirinha 

Funchal

Conhecido como a esplanada do Atlântico, este é o local onde os madeirenses (e não só) gostam de relaxar, de ver passar navios e, lá está, de ler.

Largo do Socorro, 9060-019 Funchal

A ler: Letra Aberta
Herberto Helder

A viúva deste que é um dos escritores mais aclamados da ilha da Madeira quis assinalar o primeiro aniversário da sua morte com o lançamento de Letra Aberta, uma seleção cuidada de alguns dos melhores textos de toda a sua carreira.


Pela Estrada Fora

Casa dos Livros

Guimarães

Está a uma curta distância do centro histórico de Guimarães, mas longe o suficiente para atrair um público que gosta de conjugar o prazer da leitura com a calma da natureza.

Rua de Casais, 637, 4805-548 Vermil, Guimarães

A ler: Pela Estrada Fora
Jack Kerouac

Ao imenso jardim da Casa dos Livros, nada como aliar uma narrativa que grita “liberdade!” e nos propõe alargar horizontes. Jack Kerouac relata-nos uma viagem que dois amigos fazem pelos Estados Unidos à boleia em carros e comboios de carga, enquanto experienciam os excessos do sexo, das drogas e do álcool.


Este Livro Que Vos Deixo

Café Calcinha

Loulé

Um dos mais emblemáticos cafés do Algarve – inaugurado em 1927 – recebeu, ao longo dos anos, alguns dos mais célebres escritores e poetas, sendo um privilegiado espaço de tertúlias. Alvo de remodelações, reabrirá numa versão mais moderna já no início de 2017.

Praça da República, 67, 8100-270 Loulé

A ler: Este Livro Que Vos Deixo
António Aleixo

Foi aqui que António Aleixo, um dos mais respeitados poetas populares portugueses, começou a declamar. Recordemos então o homem da casa, através de um dos seus livros de poemas que reflete sobre contextos tão diversos como as feiras, as festas da aldeia, os passeios pela cidade, os guardadores de cabras e até os números da lotaria.


Ficções

The Literary Man

Óbidos

Bem-vindo ao hotel munido de uma biblioteca com 40 mil livros de coleções internacionais e mais de três mil títulos portugueses, muitos deles doados pela comunidade.

Rua D. João d’Ornelas, 2510-074 Óbidos, Leiria

A ler: Ficções
Jorge Luis Borges

Neste espaço onde reina a complexidade das letras, sugerimos que aprecies este enigmático conjunto de contos e filosofias de Jorge Luis Borges. Entre eles está, por exemplo, “As Ruínas Circulares”, um texto em que o protagonista quer idealizar um homem com uma integridade intocável e expô-lo à realidade para depois perceber que também ele era uma projeção de outra pessoa.


Por: Carolina Morais

Gostou? Partilhe este artigo: