O lado paternal da Força

livros-guerra-das-estrelas

escritor-jeffrey-brown

Jeffrey Brown nasceu em 1975, no Michigan, nos Estados Unidos. Guerra das Estrelas foi o primeiro filme que viu. É cartoonista e já publicou mais de uma dezena de livros de banda desenhada em nome próprio. Mora atualmente em Chicago, com a mulher e o filho.

livro-star-wars-para-miudos

Darth Vader e Filho

O Lorde Sombrio dos Sith mostra a sua faceta mais paternal na realização das mais corriqueiras atividades com o filho de 4 anos, Luke Skywalker.

livro-star-wars-darth-vader-e-a-sua-princesinha

Darth Vader e a sua Princesinha

Ao aproximar-se da adolescência, Leia torna-se uma princesa cada vez mais rebelde. Darth Vader precisa de muita paciência para lidar com os seus amuos e variações de humor.

livro-star-wars-darth-vader

Boa noite, Darth Vader

No terceiro livro da série, que chegou este mês às livrarias, Darth Vader desespera por uma noite de sono descansada enquanto cuida dos sempre irrequietos filhos.

 

E se, além de um temível guerreiro, Darth Vader fosse um pai carinhoso? É o que Jeffrey Brown explora numa série de livros destinada a crianças de todas as idades.

Por: Tiago Matos
Fotografia (Jeffrey Brown): Jill Liebhaber

HÁ MUITO, MUITO TEMPO, numa galáxia muito distante, um jovem lavrador junta-se a uma aliança rebelde tendo em vista derrubar o malvado império dominante. Mal sabe Luke Skywalker – assim se chama o rapaz – que está na verdade a unir forças à irmã, a princesa Leia, para ir contra o próprio pai, o temível Darth Vader. A bizarra disputa familiar surge pela primeira vez nos cinemas no ano de 1977, pelas mãos de George Lucas, e conquista de imediato miúdos e graúdos por todo o mundo. Quase quatro décadas depois, surge nos cinemas O Despertar da Força, o episódio número sete de Guerra das Estrelas, que dá a conhecer a saga a uma nova geração. Enquanto o aguardam, podem as crianças (e não só) divertir-se com uma série de livros do americano Jeffrey Brown que explora, com muito humor, um universo em que Darth Vader não é apenas o Lorde Sombrio ao serviço do Império, mas um pai dedicado para Luke e Leia.

DA REALIDADE À FANTASIA

Embora tenham lugar noutra galáxia, os livros de Jeffrey Brown estão repletos de situações com as quais qualquer pessoa se consegue identificar. “Ainda que os personagens, lugares e pormenores sejam fantásticos, todos os sentimentos, situações e dinâmicas entre personagens são quase diretamente retiradas da vida real”, explica o autor, para quem o filho é uma constante inspiração: “O pequeno Luke é desenhado quase exatamente como desenho o meu próprio filho, exceto que o Luke tem um penteado à anos 70.” No entanto, a ideia original até surgiu através da Google: “Pediram-me um esboço para um possível doodle para o Dia do Pai. A ideia deles era mostrar quão constrangedor poderia ser um típico momento de pai e filho entre Darth Vader e Luke Skywalker. O meu filho tinha 4 anos na altura, por isso pensei em fazer o Luke com a mesma idade e colocar o Vader no meu lugar, com todas as frustrações diárias de um pai.” A Google decidiu mais tarde não avançar com o conceito, mas o cartoonista não se queixa: “Acabou por ser muito bom para mim, já que o consegui tornar um livro.”

livro-guerra-das-estrelas-para-pais

PARA CRIANÇAS DE VÁRIAS IDADES

Jeffrey Brown admite que escreve principalmente para fãs de Guerra das Estrelas, mas acredita que “os livros podem ser apreciados mesmo que apenas se saiba que Vader é mau e Luke é bom e o filho dele”. Prova disso é o sucesso obtido com o público infantil.“Fiquei especialmente surpreendido com a popularidade dos livros entre as crianças. A princípio pensei que os livros funcionariam porque são Guerra das Estrelas e achei que apelariam a pessoas como eu, que cresceram com a saga e se tornaram pais, mas conseguiram agradar a uma audiência maior: pais e pessoas sem filhos, crianças e adultos, maiores e menores fãs de Guerra das Estrelas.” Em Portugal encontram-se já publicados três dos quatro livros da série. O autor diz que por enquanto não tem planos para mais e afirma-se “muito ansioso por poder ver O Despertar da Força sem ter de me preocupar em como o tornarei um novo projeto”.


Jeffrey Brown, autor dos livros que fazem de Darth Vader um pai dedicado, diz-se “especialmente surpreendido com a popularidade dos livros entre as crianças”

Gostou? Partilhe este artigo: