Haverá maior vilão do que Negan, de Walking Dead?

the-walking-dead-negan-revista-estante-fnac

Fomos consultar os nossos livros de banda desenhada em busca de um vilão mais temível do que Negan, de Walking Dead. Será que encontrámos?

the-walking-dead-something-to-fear-negan-revista-estante-fnac

É no volume 17
da saga The Walking Dead
que encontramos a primeira

aparição de Negan.

Chama-se Negan e, para quem não teve ainda oportunidade de ler os livros de banda desenhada ou assistir à sétima temporada da popular série televisiva, é um dos mais temíveis vilões alguma vez surgidos no universo The Walking Dead. A sua entrada fulgurante em cena teve o condão de revitalizar a saga e, agora, semana após semana, volume após volume, tem-se afirmado uma ameaça mais aterrorizante do que qualquer um dos muitos mortos-vivos que deambulam pelo mundo pós-apocalíptico de Rick Grimes e companhia.

Negan foi criado por Robert Kirkman e Charlie Adlard, que se inspiraram visualmente no músico, ator e escritor Henry Rollins – isto embora na televisão seja interpretado por Jeffrey Dean Morgan. É, à primeira vista, um vilão pouco convencional: carismático, charmoso e possuidor de um inusitado sentido de humor. No entanto, o bastão enrolado em arame farpado que leva consigo para todos os lugares – e ao qual deu o nome de “Lucille”, em honra da falecida mulher – permite-nos perceber que os bons modos escondem um homem dado a atos de extrema violência, habituado a liderar por manipulação e intimidação.

Negan é o novo comandante de Walking Dead, mas nem por isso será o maior vilão nascido em páginas de banda desenhada. Socorremo-nos de alguns clássicos e encontrámos outros sete que lhe dariam uma boa luta na disputa do título. Queres conhecê-los?

bane-revista-estante-fnac

BANE

Porquê? Partiu a coluna a Batman

Nasce na prisão e, antes mesmo de aprender a falar e andar, já está condenado a passar a vida atrás das grades como punição pelos crimes do pai. Obrigado a endurecer para poder sobreviver, Bane passa a maior parte da juventude a servir de cobaia em testes médicos ou a cumprir castigo na solitária. Nos seus sonhos, é assombrado por um morcego gigante. E, por isso, logo que se consegue libertar, dirige-se a Gotham City, casa do homem-morcego mais conhecido da ficção, e parte a coluna de Batman, deixando-o paraplégico.


crossed-estante-fnac

BEAU SALT

Porquê? É um psicopata homicida com uma mensagem

Na série de banda desenhada Crossed, são tantos – e tão extremos – os atos de perversão e violência que não é fácil destacar um único vilão. A narrativa nasce de uma doença que se espalha pelo mundo e faz com que os infetados levem a cabo os seus impulsos mais hediondos. Beau Salt é um psicopata homicida ainda antes de esta ameaça surgir, pelo que a infeção não o altera significativamente, mas vê nesta a ocasião perfeita para propagar um mundo onde a perversão manda. E onde ele pode ser o messias.


doomsday-apocalipse-super-homem-revista-estante-fnac

DOOMSDAY

Porquê? Matou Super-Homem

Também conhecido como “Apocalipse”, esta criatura monstruosa e aparentemente invulnerável surge do nada para fazer história no mundo da banda desenhada ao assassinar o supostamente invencível Super-Homem. A decisão da DC Comics, ao matar um dos seus principais heróis, é tão controversa que eventualmente é revertida, mas Doomsday mantém o estatuto como um dos mais temíveis vilões de sempre, até porque ao longo de toda a luta não profere uma única palavra.


the-walking-dead-governador-revista-estante-fnac

GOVERNADOR

Porquê? Infligiu uma tortura desumana a Michonne

Antes de Negan, houve em The Walking Dead o Governador. Também conhecido como Philip (ou Brian) Blake, este líder da comunidade de Woodbury é um verdadeiro ditador, muito mais desumano na banda desenhada do que na televisão. Entre as suas maiores vilanias estão a amputação da mão de Rick Grimes e a tortura a que submete Michonne, restringindo-a e ordenando a sua (repetida) violação. As suas origens estão também exploradas no romance A Ascensão do Governador, escrito por Robert Kirkman e Jay Bonansinga.


joker-killing-joke-revista-estante-fnac

JOKER

Porquê? Paralisou Barbara Gordon

Um dos supervilões mais populares da banda desenhada, Joker é também um dos mais assustadores. Isto porque todos os seus tresloucados atos de violência seguem filosofias “racionais” que, por vezes, são difíceis de contrariar. Em The Killing Joke, livro escrito por Alan Moore, somos introduzidos à sua origem. É também nesta história que Joker comete um dos seus crimes mais perversos: alveja Barbara Gordon, filha do Comissário Gordon, deixando-a paralisada. Tudo para demonstrar que é fácil levar um homem à loucura.


Watchmen

OZYMANDIAS

Porquê? Acredita que os fins justificam sempre os meios

Não é certo que Ozymandias seja realmente um vilão. Na verdade, até passou a maior parte da vida como super-herói. No entanto, a ser um vilão, é um dos maiores vilões de sempre. Tudo porque, na esperança de terminar a Guerra Fria entre Estados Unidos e União Soviética, cada vez mais próxima de um confronto nuclear, não hesita em sacrificar milhões de pessoas e aterrorizar o mundo. Ozymandias cria a sua própria realidade em nome do que entende ser um bem maior. Mas será que alguém tem esse direito?


thanos-revista-estante-fnac

THANOS

Porquê? Eliminou metade dos seres vivos do Universo

Poucos vilões se poderão gabar de ter no currículo o extermínio de metade da vida existente no Universo. E tudo com um estalar de dedos. Nascido numa das luas de Saturno, Thanos até costumava afirmar-se um pacifista na juventude, mas ao envelhecer apaixona-se pela Morte. Sim, essa mesma, a encapuzada personificação da extinção. Eis que Thanos se apropria um dia das Gemas do Infinito, transformando-se num ser omnipotente. A sua primeira ação? Eliminar metade dos seres vivos do Universo, na esperança de impressionar a amada.

Por: Tiago Matos
Fotografia: AMC

Gostou? Partilhe este artigo: