Nascidos em 1974

Em pleno ano da revolução, num clima de agitação social e política em que se viveram profundas alterações na sociedade portuguesa, nascem alguns dos mais conhecidos autores da atualidade.

Ricardo Araújo Pereira
Data de nascimento: 28 de abril, Lisboa
Profissão: Humorista
Começou a sua carreira no Jornal de Letras. Em 1998 integrou a equipa Produções Fictícias na qual foi co-autor de vários programas entre eles Herman 98 e Herman 99.
Em 2003 formou o grupo Gato Fedorento criando séries para a SIC Radical e RTP.
Escreve semanalmente na revista Visão e destas crónicas resultou Boca do Inferno uma primeira compilação editada pela Tinta da China em 2007. Dois anos mais tarde publicou Novas Crónicas da Boca do Inferno que lhe valeu o Grande Prémio de Crónica atribuído pela Associação Portuguesa de Escritores. Atualmente participa em programas de rádio e televisão, entre eles Mixórdia de Temáticas, na Rádio Comercial e Governo Sombra na TSF e TVI24.
Jacinto Lucas Pires
Data de nascimento: 14 de julho, Porto
Profissão: Escritor
Foi cronista do jornal A Capital e em 1996 escreveu o seu primeiro livro de contos intitulado Para Averiguar do seu Grau de Pureza.
Escreveu várias peças para teatro: Universos e Frigoríficos (1998), Arranha Céus (1999), Escrever Falar (2001) e Sagrada Família (2010). Em novembro de 2008 foi o vencedor do Prémio Europa – David Mourão-Ferreira atribuído pela Universidade de Bari/Instituto Camões. Publicou vários livros pela Cotovia: Azul-Turquesa (1998), Abre para Cá (2000), Livro Usado (2001), Escrever, Falar (2002), Do Sol (2004), Perfeitos Milagres (2007), Assobiar em Público (2008) e O Verdadeiro Ator (2011) com o qual ganhou em 2013 o Grande Prémio de Literatura DST.
José Luís Peixoto
Data de nascimento: 4 de setembro, Galveias
Profissão: Escritor
Em 2000 publicou o seu primeiro livro Morresteme e trabalhou como professor na cidade da Praia, Cabo Verde. Em 2001, publicou o seu primeiro livro de poesia A Criança em Ruínas, e foi o primeiro autor português convidado para a residência de escritores na Ledig House, em Nova Iorque.
Já recebeu vários prémios, entre eles o Prémio Jovens Criadores, o Prémio Literário José Saramago pelo seu romance Nenhum Olhar, em 2001, e em 2007 o Prémio Cálamo – Otra Mirada atribuído ao melhor romance estrangeiro publicado em Espanha pelo livro Cemitério de Pianos (2006). Dois anos mais tarde ganhou o Prémio de Poesia Daniel Faria com Gaveta de Papéis. A sua obra ficcional e poética está traduzida em mais de 20 idiomas.
Patrícia Portela
Data de nascimento: 16 de março, Lisboa
Profissão: Escritora, encenadora, dramaturga, cenógrafa e atriz
Foi coordenadora e fundadora do projeto CEMdramaturgias em 2000 no CEM e colabora desde 2005 com a Associação Prado. Fez várias peças de teatro, como O Banquete, considerada uma das 10 melhores de 2007 pela imprensa belga e a trilogia Flatland que lhe valeu vários prémios, nacionais e internacionais e que se transformou no livro Para Cima e Não para Norte (2008).
Publicou vários livros, entre eles Operação Cardume Rosa (1998), Odília (2007), O Banquete (2012) e Wasteband (2014).
Fernando Alvim
Data de nascimento: 3 de maio, Mafamude, Vila Nova de Gaia.
Profissão: Radialista, apresentador de TV e humorista.
Profissionalizou-se como locutor aos 17 anos na Rádio Press. A sua estreia na televisão deu-se na TVI em 1998 na apresentação de Top-Rock, seguindo-se Curto-Circuito um ano mais tarde. Colaborou em alguns projetos como Cine-XL (2001), O Homem da Conspiração (2003) e Boa Noite Alvim (2007). Publicou vários livros, entre eles No Dia em Que Fugimos Tu Não Estavas em Casa (2003) e Alvim – 50 Anos de Carreira (2008).
Lançou os festivais Termómetro Unplugged, Festival da Canção Alternativo, e a televisão online Speaky.
Filipe Homem Fonseca
Data de nascimento: 9 de dezembro, Lisboa.
Profissão: Argumentista, escritor, músico e realizador.
Foi co-autor dos programas e séries televisivas Herman Enciclopédia (1997), Major Alvega (1999), Contra Informação (2001-2010), Bocage (2006) e O Dia do Regicídio (2008).
Em 2000 criou a banda Cebola Mol. É autor de Só por Acaso (2003), telefilme vencedor no Prix Europa 2004 em Berlim.
Em 2013 escreveu e realizou a série Submersos, exibida no Canal Q e realizou o programa de humor Breviário Biltre. Editou três contos seus, nos livros O Fio à Meada (2010), Outros Belos Contos de Natal (2009), e Antologia de Ficção Científica Fantasporto (2012). Em 2013 lançou o seu primeiro romance Se Não Podes Juntar-te a Eles, Vence-os.

Gostou? Partilhe este artigo:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *