Morrissey escreveu a pior cena literária de sexo do ano

Morrissey, mais conhecido pelo trabalho como ex-vocalista da banda The Smiths – e como músico em nome individual –, é o vencedor da 23.ª edição de um dos prémios literários menos cobiçados do ano. Organizado desde 1993 pela revista Literary Review, o Bad Sex in Fiction Award é atribuído ao autor da pior cena de sexo incluída numa obra literária de género não erótico.

Morrissey foi distinguido este ano devido a uma das passagens do seu romance de estreia, List of the Lost, batendo sete outros finalistas: George Pelecanos (The Martini Shot), Lauren Groff (Fates and Furies), Joshua Cohen (Book of Numbers), Erica Jong (Fear of Dying), Richard Bausch (Before, During, After), Tomas Espedal (Against Nature) e Aleksandar Hemon (The Making of Zombie Wars).

Ao longo da sua história, o curioso prémio já distinguiu autores como Tom Wolfe (Eu Sou Charlotte Simmons), Norman Mailer (O Castelo na Floresta) e, no ano passado, Ben Okri (The Age of Magic).

Gostou? Partilhe este artigo: