Maurício de Sousa homenageado na
Bienal do Livro do Rio de Janeiro


Imagem via Bienal do Livro Rio

É o criador de Mônica, Cebolinha, Cascão e dezenas de outros dos mais populares personagens de sempre na banda desenhada infantil. Maurício de Sousa, responsável pela publicação de mais de mil milhões de revistas por todo o mundo, é este ano o autor homenageado da Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro. Para assinalar a ocasião, o autor brasileiro receberá igualmente o Prémio José Olympio, do Sindicato Nacional dos Editores de Livros.

Mas se Maurício de Sousa é o autor, a Argentina é o país homenageado desta edição. A Bienal recebe mais de 100 escritores brasileiros e 26 estrangeiros, 15 dos quais argentinos, nos seus 11 dias de duração. Entre os convidados encontram-se nomes como David Nicholls, Jeff Kinney, Eduardo Sacheri e Raymond E. Feist. Há ainda lugar para um português, Pedro Chagas Freitas, que apresentará o seu bestseller Prometo Falhar por terras brasileiras.

A 17.ª Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro decorre até 13 de setembro. Os organizadores esperam receber, no total, mais de 600 mil visitantes.

Gostou? Partilhe este artigo: