Maria José Maya

Maria_Jose_MayaMaria José Maya, presidente e fundadora da associação 8 Séculos de Língua Portuguesa, desvenda um pouco do que serão as comemorações ao longo do próximo ano.

Como surgiu a associação 8 Séculos de Língua Portuguesa?
As Comemorações dos 8 Séculos da Língua Portuguesa iniciam-se a 5 de maio e terão o seu término a 10 de junho de 2015, numa homenagem a Camões e à literatura em língua portuguesa.Comemoram-se os oito séculos dos documentos mais antigos redigidos em língua portuguesa, o que constituiu o pretexto para a designação destas comemorações.
Para as promover, foi criada,em abril de 2012, uma associação cultural sem fins lucrativos, designada 8 Séculos de Língua Portuguesa – Associação a qual propõe ser, sobretudo, um motor de sinergias para as mais amplas e dignas comemorações, envolvendo todos os países que constituem a CPLP, Macau e diásporas.

E como começaram a pensar as comemorações?
Quando, em 2011, me apercebi da existência de um conjunto de documentos escritos em língua portuguesa, de entre os quais se destacava o Testamento de D. Afonso II, datado de 27 de junho de 1214, comecei a refletir sobre o modo como essa data poderia ser comemorada e ser a rampa de lançamento para umas grandes comemorações que conferissem visibilidade à língua portuguesa. A primeira ideia que surgiu foi fazer um concurso de poesia online dirigido a todos os países que integram a CPLP, Macau e diásporas. O projeto foi amadurecendo e decidimos eleger o Testamento de D. Afonso II como referencial para estas comemorações que é, de entre os documentos mais antigos, aquele que perfaz 800 anos em 2014. É um programa aberto, será progressivamente enriquecido até ao dia 10 de junho de 2015 e é dirigido a todas as pessoas e instituições que se queiram juntar a estas comemorações.

Que países, entidades e comunidades estão envolvidos?
Contatámos instituições em todos os países que integram a CPLP para promoverem as comemorações no seu país, bem como na Região  Administrativa Especial de Macau. Estamos a contatar as diásporas para que também estas se possam integrar nas comemorações dando, deste modo, visibilidade à língua portuguesa em diversos países por todo o Mundo. Em Espanha, pela proximidade de que se reveste, a Academia Galega da Língua Portuguesa irá promover as comemorações na Galiza.

Quais serão os principais acontecimentos associados às celebrações dos 8 Séculos da Língua Portuguesa?
Aguardamos que os falantes de língua oficial portuguesa em todos os quadrantes e geografias se tornem os elementos propulsores desta iniciativa que desejamos em rede, na promoção da nossa língua oficial comum.

Qual o diagnóstico que faz do estado actual da língua e da sua vitalidade em Portugal e no mundo?
Atualmente é falada por mais de 250 milhões de pessoas e prevê-se que, em 2050, haja mais de 300 milhões de falantes. A importância crescente do português levou-o já a ser classificado como a nova língua do poder e do comércio, uma vez que o Brasil, Moçambique e Angola lideram o ranking das 10 maiores descobertas de petróleo e gás do planeta, na presente década. Todavia, estes fatos e previsões não significam que não haja muito trabalho a fazer para que a língua portuguesa tenha a influência que deverá ter.

Gostou? Partilhe este artigo:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *