Manuel Alegre vence o Prémio Camões 2017

Manuel Alegre (Luiz Carvalho)

Manuel Alegre tornou-se o 12.º português a conquistar o Prémio Camões, o mais conceituado galardão dedicado à literatura em língua portuguesa. O poeta de 81 anos foi distinguido “pela contribuição para o enriquecimento dos patrimónios literário e cultural da língua portuguesa”, justificou o júri – composto pelos escritores brasileiros Leyla Perrone-Moisés e José Luís Jobim, as portuguesas Maria João Reynaud e Paula Morão, o moçambicano Lourenço do Rosário e o cabo-verdiano José Luiz Tavares – que ontem à tarde se reuniu na Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro, no Brasil.

Alegre reagiu à notícia “com alegria mas também com serenidade”. “É natural que me atribuam este prémio. Até podia ter sido mais cedo”, confessou, em declarações ao Diário de Notícias.

É autor de dezenas de obras poéticas, entre elas Praça da Canção, O Canto e as Armas, A Senhora das Tempestades ou A Terceira RosaNa prosa, assina títulos como Alma ou Cão como Nós.

Ao suceder ao brasileiro Raduan Nassar na lista de galardoados com o Prémio Camões, Manuel Alegre coloca Portugal em pé de igualdade com o Brasil, que também soma 12 vitórias. Autores lusitanos como Miguel Torga, Jorge Amado, José Saramago, Sophia de Mello Breyner Andresen, Agustina Bessa-Luís, António Lobo Antunes e Hélia Correia têm sido reconhecidos ao longo dos anos.


Fotografia: Luiz Carvalho

Gostou? Partilhe este artigo: