De pequenino se faz o leitor: 8 livros que vão divertir os mais novos no Natal

A paixão pela leitura deve ser estimulada desde a infância. Aproveita este Natal para ofereceres livros às crianças da tua vida.

Querido Pai Natal…

Deves concordar comigo que, ainda que o Natal seja uma festa para toda a família, é vivido com uma intensidade especial pelas crianças. Vou mais longe: acho que não há melhor altura para se ser criança do que no Natal.

Basta reparar na genuína felicidade dos miúdos que enchem a minha casa nesta quadra, a correrem de um lado para o outro, ansiosamente à espera de um miminho embrulhado. São tantos, Pai Natal. E tão diferentes nos gostos. Ainda assim, mantenho a convicção de que é possível agradar a todos com um lote estrategicamente escolhido de livros.

Começo por pensar nos mais novos de todos, aqueles que gostam sobretudo de grandes e belas ilustrações. Podem aprender um pouco mais sobre o planeta Terra em Aqui Estamos Nós, um livro que até foi distinguido nos Design Book Awards deste ano.

Outra sugestão: podem envolver-se na história de A Casinha de Chocolate, um clássico dos Irmãos Grimm adaptado por Matteo Gaule para a coleção “Fábulas Recortadas,” onde algumas páginas surgem sugestivamente recortadas para dar novas dimensões ao que se vê. É quase um jogo.


 DOS ECRÃS PARA AS PÁGINAS DOS LIVROS


Por falar em jogos, é um facto que as crianças passam cada vez mais tempo de olhos postos nos ecrãs. Mas eu, pelo menos, não acredito que tablets, consolas e smartphones sejam incompatíveis com livros. Na verdade, até abrem novas oportunidades para incentivarmos hábitos de leitura nos mais novos.

Por exemplo, tenho um sobrinho que é fanático por Harry Potter. Começou por ver os filmes mas passou rapidamente para os livros. E devorou-os num piscar de olhos. Como agora está fascinado com os Monstros Fantásticos – ainda recentemente estive com ele na fila da frente do cinema a assistir ao segundo filme da saga – acho que deverá gostar de O Arquivo da Magia, uma edição especialíssima e cheia de surpresas com os mais incríveis segredos de bastidores do filme Os Crimes de Grindelwald.

Esta lógica de passar dos ecrãs para os livros é a mesma que adoto para oferecer o terceiro diário de Gravity Falls a outro miúdo que conheço e que adora esta série de desenhos animados sobre dois gémeos que se entretêm a desvendar mistérios paranormais.

E até há um livro ilustrado com a história de Sozinho em Casa, um filme que, pelo menos para mim, é indissociável do Natal.


 LIVROS QUE ENSINAM E DIVERTEM


Aos miúdos com mais idade gosto sobretudo de oferecer livros com mensagens importantes. E se por esta altura a maior parte já conhece Histórias de Adormecer para Raparigas Rebeldes, porque não optar por Portuguesas Extraordinárias, que apresenta os perfis ilustrados de dezenas de mulheres que fizeram história no nosso país, incluindo Amália Rodrigues, Catarina de Bragança e Sophia de Mello Breyner Andresen?

Por falar em perfis, Pai Natal, não sei se já ouviste falar dos BTS – por alguma razão não te consigo imaginar a dançar ao ritmo de pop sul-coreano – mas são uma banda composta por sete rapazes que está a dar que falar. Não só venderam cerca de nove milhões de álbuns em todo o mundo como têm uma autêntica legião de fãs nas redes sociais, ao ponto de serem apelidados de “líderes da próxima geração”. BTS: Ícones do K-Pop mostra o que defendem.

Por fim, para algo completamente diferente, o humor do 23.º volume da coleção “O Bando das Cavernas”, intitulado Ninguém Tem Medo do Lobo Mau!, uma reinterpretação do conto do Capuchinho Vermelho protagonizada por um grupo de amigos pré-histórico. Porque o sentido de humor também é uma característica que devemos incentivar.

Não sabes que livros podes oferecer a outras pessoas da tua vida neste Natal? Inspira-te no nosso Especial!

Gostou? Partilhe este artigo: