Livros em inglês: Julian Barnes, Dave Eggers e outras novidades de março

livros-ingole

Se gostas dos teus livros no idioma original, vais gostar das novidades que chegam à FNAC este mês.

the-only-story

The Only Story

Julian Barnes

O novo romance do autor de O Sentido do Fim – que lhe valeu o Man Booker em 2011 – começa com uma pergunta complexa: será preferível amar mais e sofrer mais ou amar menos e sofrer menos? A questão serve de base à história de um homem, contada em três partes distintas e passando pela narração na primeira, segunda e terceira pessoas.

the-monk-of-mokha

The Monk of Mokha

Dave Eggers

O autor de obras como O Círculo e Uma Obra Enternecedora de Assombroso Génio tem um novo livro. Em The Monk of Mokha, Eggers apresenta-nos a história (verdadeira) de um americano de ascendência iemenita que procura revitalizar a indústria de café do seu país de origem, que é também o berço de cerca de 90% do café no mundo. Curioso?

ready-player-one

Ready Player One

Ernest Cline

Não é propriamente uma novidade, tendo em conta que se trata de um livro de 2011, mas é inegável que este romance de ficção científica inspirado nos anos 80 ganha este mês uma nova vida com a adaptação ao grande ecrã assinada por Steven Spielberg. Razão mais do que suficiente para conhecer ou lembrar este futuro clássico do género.

from-bacteria-to-bach-and-back

From Bacteria to Bach and Back

Daniel C. Dennett

Se estás a ler este artigo, uma coisa é certa: és um ser consciente. Resta saber como. Não, não entendas isto como um insulto, trata-se antes de uma importante questão científica que o filósofo Daniel C. Dennett escolheu como tema central deste seu novo livro. Será que o desenvolvimento da mente está associado à teoria da evolução? Descobre aqui.

skin-in-the-game

Skin in the Game

Nassim Nicholas Taleb

Outra novidade na área da não ficção é este livro do autor de O Cisne Negro, que explora o papel que o risco desempenha na obtenção de resultados financeiros e outros benefícios ao longo da vida. Taleb considera, por exemplo, que esta relação é uma assimetria oculta que faz com que sejam as minorias e não as maiorias a governarem o mundo. Concordas?

the-red-haired-woman

The Red-Haired Woman

Orhan Pamuk

Originalmente publicado em 2016 – e traduzido para inglês em agosto de 2017 –, o mais recente romance de Orhan Pamuk é agora lançado em formato de bolso. A história imaginada por este Nobel de Literatura passa-se em Istambul e centra-se na relação entre um homem e o seu aprendiz, perturbada pela entrada em cena de uma mulher ruiva.

exit-west

Exit West

Mohsin Hamid

O mais recente romance do paquistanês Mohsin Hamid, autor de O Fundamentalista Relutante, tem uma nova edição. Passado entre Grécia, Inglaterra e Estados Unidos, a história apresenta-nos Nadia e Saeed, um jovem casal que, na condição de refugiado, experimenta a hostilidade das pessoas nas várias regiões onde procura abrigo.

dark-side-of-the-spoon

Dark Side of the Spoon

Joe Inniss, Ralph Miller e Peter Stadden

Uma coleção de 30 receitas inspiradas em alguns dos maiores nomes de sempre da história do rock? Porque não? Se até Star Wars tem direito a um! Em Dark Side of the Spoon – não confundir com o álbum homónimo dos Ministry – podes aprender a preparar receitas tão engraçadas como “Fleetwood Mac & Cheese”, “The Rolling Scones” ou “Ramenstein”.

penguin-women

Penguin Women Writers

Para assinalar o 100.º aniversário do sufrágio feminino no Reino Unido, Kamila Shamsie e Penelope Lively juntaram-se para reeditar quatro clássicos escritos por mulheres que, no entender das autoras, foram injustamente esquecidos com o passar do tempo. O resultado é esta coleção que inclui Birds of America (Mary McCarthy), The Lark (E. Nesbit), Meatless Days (Sara Suleri) e Lifting the Veil (Ismat Chughtai).

dystopian-trilogy

Dystopian Trilogy

Por falar em reedições, se és apaixonado por distopias não vais querer perder esta nova série da Vintage, chancela da Random House. Os clássicos Brave New World (Aldous Huxley), 1984 (George Orwell) e The Handmaid’s Tale (Margaret Atwood) chegam-nos agora em novas edições em tons minimalistas, marcadas pelo uso de preto, branco e vermelho.

Gostou? Partilhe este artigo: