10 livros em inglês que não podes perder nesta Festa do Livro

Aproveita as oportunidades
da Festa do Livro FNAC:
até dia 24 de abril, na compra
de dois livros em inglês,
a FNAC oferece o terceiro.

livros-em-ingles-estante-fnac

Shirley Jackson, George Orwell, Albert Camus, Ray Bradbury e muito mais. Se gostas de ler em inglês, encontras livros de alguns dos melhores autores de sempre na Festa do Livro FNAC.

The Hitchhokers guide to the galaxy

The Hitchhiker’s Guide to the Galaxy

Douglas Adams

Há livros que têm outro brilho quando são lidos na língua original. Este é um deles, não obstante a ótima edição que existe em português com prefácio de Nuno Markl. Tudo porque a escrita de Douglas Adams está repleta de trocadilhos e jogos de linguagem que se apresentam no seu auge em inglês. Seja qual for a edição que estiveres a ler, não entres em pânico. Mesmo que a Terra tenha acabado de explodir, como acontece logo nas primeiras páginas do livro. Há sempre forma de sobreviver, tal como haverá sempre uma resposta para tudo. Nem que seja apenas “42”.


The-Illustrated-Man

The Illustrated Man

Ray Bradbury

Ray Bradbury é um dos mais populares autores de ficção científica de todos os tempos. Foi também, no seu tempo, um incrível contador de histórias – e isto é verdade tanto em formato longo como curto. Nesta sua terceira coletânea de contos, uma das suas mais populares, as várias histórias são unidas por uma narrativa principal que envolve um homem pertencente a um freak show com o corpo repleto de tatuagens exóticas, cada uma com a sua própria narrativa.


Cat-s-Cradle

Cat’s Cradle

Kurt Vonnegut

Se a tua onda é ficção científica e procuras um companheiro para Ray Bradbury e Douglas Adams na tua lista de compras na Festa do Livro FNAC, temos duas palavras para ti: Kurt Vonnegut. O americano, autor do inesquecível Slaughterhouse 5, conduz-nos neste livro a uma realidade paralela mas que poderia muito bem ser real, envolvendo a criação de um elemento que poderá muito bem extinguir a humanidade e de uma estranha religião baseada em pequenas mentiras.


Animal-Farm

Animal Farm

George Orwell

Embora se trate de um livro sobre animais falantes, Animal Farm não tem nada de infantil. É antes uma distopia que denuncia a crueldade dos regimes totalitaristas e, mais particularmente, o caso soviético no início do século XX. Tudo começa quando os animais de uma quinta se revoltam e expulsam os humanos que a detêm, propondo justiça e igualdade. Mas será que animais e homens são assim tão diferentes quando têm o poder nas suas mãos?


generation X

Generation X

Douglas Coupland

Geração X. De certeza que já ouviste esta expressão que se refere à geração nascida após a Segunda Guerra Mundial. Mas sabias que foi graças a este livro de Douglas Coupland que o termo se tornou popular? Generation X é uma coleção de contos enquadrados por uma narrativa principal centrada num grupo de jovens. São as histórias destes jovens que o autor nos conta, apresentando-nos no processo uma geração desiludida com o ritmo desumano dos trabalhos, o consumismo, a cultura de massas e a destruição ambiental.


Haunting of Hill House

The Haunting of Hill House

Shirley Jackson

Leste o título e veio-te de imediato à cabeça a série que estreou na Netflix em 2018, certo? A segunda temporada só chega em 2020 mas, até lá, tens tempo de sobra para ler o clássico de terror que inspirou o filme de 1963 e, mais recentemente, a série televisiva com o mesmo nome. The Haunting of Hill House é a história de uma casa onde supostamente terão ocorrido fenómenos paranormais inexplicáveis – ou será que está tudo na cabeça dos protagonistas? Tira as tuas próprias conclusões quando leres o livro que Stephen King e muitos outros autores consideraram uma obra-prima.


Camus

The Plague

Albert Camus

A epidemia de cólera que matou uma grande percentagem da população de Oran, na Argélia, em 1849, é apontada como a principal inspiração de Albert Camus para este livro. No entanto, o autor optou por centrar a ação deste romance na década de 1940, porventura para estabelecer uma conexão à ocupação nazi de França durante a Segunda Guerra Mundial. Uma das mais interessantes alegorias por parte do sempre existencialista Camus.


Bronte Sisters

Wuthering Heights + Villette

Charlotte Brontë e Emily Brontë

Se tens um fraquinho por romances góticos, não passes ao lado deste livro que reúne duas das mais interessantes histórias de duas das irmãs Brontë: o incontornável Wuthering Heights de Emily e o largamente subvalorizado Villette de Charlotte. A ausência da poesia de Anne não faz mossa nesta edição deluxe dupla, escrita no estilo igualmente trágico e sombrio que era característico de duas das mais reconhecidas romancistas de todos os tempos.


Book-of-Longing

Book of Longing

Leonard Cohen

Se fizeres um esforço, não é difícil imaginares Leonard Cohen como um monge budista. O seu estilo seguro e tranquilo transparecia tanto nas suas músicas como nos poemas que escrevia. Book of Longing combina estas suas duas paixões, reunindo 150 poemas e letras escritas enquanto o autor permaneceu em Mount Bady, na Califórnia, onde passou 12 anos como monge budista. Podes ainda encontrar neste livro desenhos eróticos, lúdicos e provocativos que interagem com a poesia intemporal de Cohen.


How-to-be-Both

How to Be Both

Ali Smith

Dualidade é a palavra-chave para compreenderes esta história. Ou melhor, estas histórias. É que How to Be Both conta-nos duas e a ordem pela qual as lês até é indiferente – na verdade, o livro foi publicado em duas versões diferentes que alternam a ordem por que são apresentadas. Tanto podes começar por ler a história da adolescente George como a do pintor renascentista Francesco, sempre no estilo experimental e altamente literário de Ali Smith. O que, por sua vez, significa que este livro tem outra magia se for lido em inglês.

Por: Inês Martins

Gostou? Partilhe este artigo: