Já sabes o que vais ler nas férias?

leituras-ferias-revista-estante-fnac

Ler porquê?

Num mundo cada vez mais digital, os mais novos tendem a afastar-se cada vez mais dos livros. A família tem aqui um papel importante para fomentar hábitos de leitura. Confira algumas razões que podem facilmente convencer os mais novos de que os livros são grandes companheiros de viagens e aventuras.

1

Estimula a criatividade. Quando lemos, imaginamos lugares, pessoas e momentos. E quem melhor do que os mais novos para gostarem de mundos imaginários?

2

Contribui para que escrevamos melhor. Ao ler, assimilamos de forma mais intuitiva de que forma escrevemos determinada palavra e aprendemos novos vocábulos.

3

Exercita a memória. Isto segundo um estudo publicado em 2013 no jornal científico norte-americano Neurology.

4

Aumenta a cultura geral. Na viagem de leitura, absorvemos informação sobre pessoas e lugares até então desconhecidos.

5

Viajar sem sair do lugar. É estar no Asteroide B612 de O Principezinho ou na Terra do Nunca de Peter Pan. Sem nunca sair da cama ou do sofá.


 

Os momentos de paragem das atividades escolares são sempre boas alturas para nos agarrarmos aos livros.

Na era dos computadores, tablets, smartphones e de todo um mundo digital que nos faz sentir em permanente atualização, é cada vez mais importante dar espaço à leitura. E principalmente criar hábitos de leitura nos mais novos, deixando que as asas da sua já grande imaginação permitam voos ainda mais altos. Como sabemos que nos meses de atividade escolar os trabalhos de casa e os testes falam mais alto, deixamos alguns conselhos de leitura para quando a escola interrompe os ensinamentos. Nestas alturas,passa a haver espaço para outros ensinamentos, para as viagens até novos lugares. Passa a haver tempo para os seus filhos se agarrarem às páginas dos livros e deixarem a imaginação funcionar. Preparado para começar esta viagem no tempo?

PÁSCOA

Está quase aí à porta. A Páscoa não são só ovos de chocolate. Para esta altura, aconselhamos alguns livros relacionados com a época. O clássico Uma Aventura nas Férias da Páscoa, de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada, começa com um nevão na cidade de Lisboa que deixa vários personagens em apuros: alguns alunos ficaram presos na escola e os flamingos do Tejo também estão em sarilhos. Uma boa opção para quem gosta de mistérios. Para um público mais jovem, O Coelhinho que não Era de Páscoa, de Ruth Rocha, conta a história de um coelhinho que não quer ser da Páscoa quando for grande. Numa família com tantos irmãos, será que vai conseguir levar a sua ideia avante?

 FÉRIAS GRANDES

Nos meses de verão há tempo para tudo. Às vezes, há até demasiado tempo. Deixamos algumas sugestões para quando já não sabes o que fazer. Sonho de uma Noite de Verão, de William Shakespeare, é um livro com tom de conto de fadas no qual o mundo real vive em conjunto com o sobrenatural. O autor joga com a ideia de poder, estatuto social e amor para questionar o comportamento humano e os valores convencionais. Outra opção é As Férias, de Condessa de Ségur, um livro passado durante as férias grandes, na mansão de Fleurville. O verão ganha aqui um entusiasmo diferente para Camila, Madalena e Sofia, quando o primo Paulo regressa e relata as suas viagens pelo mundo fora.

REGRESSO ÀS AULAS

Se é verdade que há muito tempo nas férias grandes, também o é que as três semanas que antecedem o regresso às aulas são repletas de entusiasmo, nervoso miudinho e muitas dúvidas. Para crianças a partir dos 3 anos, Camila e o Regresso às Aulas, de Nancy Delvaux e Aline de Petigny, aborda algumas destas questões, incluindo brincadeiras, jogos e birras. Se, por outro lado, precisares de motivação para o recomeço das atividades escolares, A Visita de Estudo da Escola, de Ladybird, pode ser uma boa opção. O livro fala sobre uma viagem de estudo até à montanha e relata a curiosidade infantil dos alunos sobre o que os esperará no topo.

NATAL

Esta será talvez a altura mais aguardada para as crianças. Sim, é verdade, e a culpa será das prendas, mas não só. Dizem que a curiosidade sobre o Pai Natal também tem a sua quota-parte de culpa na ansiedade dos mais pequenos. Para ajudar a passar o tempo, sugerimos a leitura de Pedro e o Pinheirinho de Natal, de Sandrine Deredel Rogeon, no qual os protagonistas Pedro e Rubi decoram a casa e a montam a árvore de Natal. E porque esta é também uma época de reuniões em família, O que é o Amor?, de Davide Cali e Anna Laura Cantone, debruça-se sobre o conceito de amor e de como explicar um sentimento tão complexo a uma criança.


Por: Catarina Sousa

Gostou? Partilhe este artigo: