A história recente dos Estados Unidos em nove livros

estados-unidos-revista-estante-fnac

Depois da ascensão dos Estados Unidos enquanto líder económico mundial, seria de esperar que a vida dos americanos fosse melhor do que nunca. Mas terá isso acontecido? Eis nove livros para uma visão global da América de hoje.

1507-1

As Grandes Agências Secretas

José-Manuel Diogo

Foi durante a Segunda Guerra Mundial e, posteriormente, Guerra Fria, que a agência secreta americana, CIA, aumentou a sua teia de influência, tendo prestado apoio a outros serviços de inteligência como a Mossad, de Israel. Mas a sua atividade não ficou cristalizada nesse período e, ainda hoje, é uma peça fundamental na estratégia geopolítica mundial – foi, por exemplo, a CIA que facultou a informação necessária para o lançamento da operação militar que resultou na morte de Bin Laden. Este livro, da autoria do antigo jornalista José-Manuel Diogo, apresenta os bastidores das mais conhecidas agências secretas mundiais, das suas origens às missões.

1507-1-2

Requiem Para o Sonho Americano

Noam Chomsky

Os Estados Unidos foram construídos sob a égide da oportunidade. O conceito de “sonho americano” onde todos, independentemente da sua ascendência ou classe social, poderiam conquistar uma vida melhor – e que levou pessoas de todas as partes do mundo a tentar a sua sorte na América do Norte –, tem-se vindo a desvanecer, deixando a descoberto assimetrias cada vez mais marcadas. Esta obra, que compila as últimas entrevistas de fundo a Noam Chomsky, parte desta análise, elaborando e analisando detalhadamente os dez princípios fundamentais da concentração da riqueza e do poder por parte das elites dominantes, ao mesmo tempo que o autor apela ao despertar da consciência da maioria silenciosa.

1507-1-3

A Consequential President

Michael D’Antonio

2009 será recordado como o ano em que Barack Obama ascendeu ao cargo de presidente dos Estados Unidos, tornando-se o primeiro negro a ocupar esse lugar. O seu mandato ficou marcado por temas como a reforma do sistema de saúde (que tornou possível o acesso a cuidados primários por centenas de milhares de pessoas), as políticas energéticas e preocupações com questões ambientais (que conduziram ao Acordo de Paris), ou ainda pela retirada das tropas americanas do Iraque. Este livro faz a análise do mandato de Barack Obama, um presidente consensual e que poderia ser considerado totalmente bem-sucedido, não fora a dificuldade que teve em salvar a América da crise económica.

1507-1-4

Our Revolution

Bernie Sanders

Quando, em 2015, Bernie Sanders anunciou que iria concorrer às primárias do Partido Democrata para a presidência dos Estados Unidos, ninguém imaginava o impacto que isso teria. Sem apoio interno nem financiamento, Sanders desenvolveu uma campanha contra o establishment político e corporativo que se tornou histórica. Este livro não é apenas um relato do período da sua campanha às eleições primárias. Nele, Sanders fala da sua visão política e social e daquilo que para ele é uma clara demonstração, por parte dos cidadãos americanos, de que desejam uma ruptura com o sistema atual.

1045822_1_83117-hillary-clinton_standard

What Happened

Hillary Clinton

A mais recente campanha para a presidência dos Estados Unidos foi, talvez, aquela que mais atenção despertou quer nacional, quer internacionalmente. O duelo entre a antiga primeira-dama Hillary Clinton e o multimilionário e estrela de televisão Donald Trump ganhou contornos de telenovela à medida que o dia das eleições se aproximava. Em What Happened, Hillary Clinton fala sobre a campanha, a relação com o seu opositor, os erros que cometeu e a alegada influência russa nos resultados eleitorais. Revela ainda como foi ser a primeira mulher eleita por um partido americano para concorrer à presidência, numas eleições marcadas pelas questões do sexismo e da desigualdade de género.

fogo-furia

Fogo e Fúria

Michael Wolff

Donald Trump é, sem dúvida, o presidente mais controverso da história dos Estados Unidos. A sua agenda eleitoral tinha pontos tão polémicos como a construção de um muro ao longo da totalidade da fronteira com o México, ou o abandono do Obamacare. Os primeiros nove meses do mandato de Trump são agora analisados por Michael Wolff, que tinha acesso privilegiado ao interior da Casa Branca e que nos revela todos os escândalos, ao mesmo tempo que responde a questões como: qual o segredo da comunicação de Trump? Qual o motivo pelo qual James Corey, ex-diretor do FBI, foi despedido?


NA FICÇÃO…


1507-1-5

A Dança do Rapaz Branco

Paul Beatty

Cerca de 13% da população americana é afrodescendente. À população negra devem-se muitos dos traços culturais americanos, da culinária à música. Da mesma forma, muitos dos mais importantes momentos da história americana foram protagonizados por afrodescendentes na sua luta pela conquista de direitos fundamentais. Apesar de tudo isto, permanece uma enorme desigualdade entre as comunidades branca e negra, tanto a nível de oportunidade, como a nível económico e político. Este romance retrata a vida de Gunnar, um rapaz negro que cresce numa zona privilegiada e branca de Los Angeles durante a década de 1990. Quando a mãe se apercebe de que ele começa a negar as suas origens, muda-se para a zona Oeste. É nesse ambiente, rodeado de gangues, motins e, acima de tudo, estereótipos que Gunnar aprende a ser quem é.

1507-1-6

Matar o Presidente

Sam Bourne

A aproximação de Donald Trump ao presidente de Taiwan criou conflitos com a China, ao mesmo tempo que as relações já frágeis com a Coreia do Norte se degradavam ainda mais. Na sequência do início dos testes nucleares pelo governo norte-coreano, o presidente dos Estados Unidos terá ameaçado responder com “fogo e fúria”. É num cenário de troca de palavras entre os governos americano e norte-coreano que se desenrola este romance: um presidente descontrolado, que deixa escalar o conflito verbal até à eminência de um ataque nuclear com consequências globais. Mas alguém tem planos para assassinar o presidente e resolver a crise mundial.

1507-1-7

Guerra Americana

Omar El Akkad

A ameaça nuclear, as alterações climáticas, a utilização dos combustíveis fósseis: problemas que estão na ordem do dia e para os quais parece ter havido um retrocesso recente. Guerra Americana conta a história de uma América futura, arruinada pelas divisões políticas, sociais e tribais. Em 2074, depois de anos de uma política autoritária, inicia-se uma guerra pelo domínio dos combustíveis. Sarat Chestnut é apenas uma criança no meio deste conflito mas, quando o pai é assassinado e a sua família enviada para um campo de refugiados, descobre que pode ser um importante instrumento para a resolução do conflito.


Por: Susana Delgado

Gostou? Partilhe este artigo: