Helder Macedo

Helder Macedo

Naturalidade:
Krugersdorp, África do Sul

Data de nascimento:
30 de novembro de 1935

Primeiro livro publicado:
Vesperal (1957)

Helder Macedo nasce na África do Sul, mas cedo se muda para Moçambique, onde vive grande parte da sua infância, embora também passe por Guiné e São Tomé. Chega a Portugal, e mais concretamente a Lisboa, aos 13 anos, permanecendo na capital portuguesa até aos 25. Ao longo deste período, frequenta a Faculdade de Direito de Lisboa e trava amizade com autores como Herberto Helder, Mário Cesariny e Luiz Pacheco, formando com estes e outros intelectuais e artistas da época um grupo que se torna conhecido como o Grupo do Café Gelo.

Forte opositor do regime ditatorial de Portugal, vê vários dos seus textos censurados pela PIDE. Publica, ainda assim, aos 21 anos, o primeiro livro, uma coleção de poemas intitulada Vesperal. Acaba mais tarde por ser preso, quando se junta à campanha a favor da eleição de Humberto Delgado, e em 1960 decide exilar-se em Londres, formando-se aqui em Literatura e História e tornando-se professor. Continua, em simultâneo, a escrever, não apenas livros de poesia, mas romances e ensaios.

Regressa a Portugal após a Revolução de Abril para ocupar, por um breve período, os cargos de diretor-geral dos Espetáculos e secretário de Estado da Cultura. Retorna depois a Londres, e à docência de Literatura Portuguesa, estabelecendo-se em permanência na capital britânica. É a partir daqui que escreve (sempre em português) romances como Pedro e Paula (1998) e Sem Nome (2005), livros de poesia como Poemas Novos e Velhos (2011) e Romance (2015), e ensaios como Nós (1975) e Camões e a Viagem Iniciática (1980).

Entre as várias distinções que obtém ao longo da carreira, encontram-se o Prémio Casimiro Dantas, o Prémio Jacinto Prado Coelho, o Prémio PEN Clube Português e o grau de Comendador da Ordem de Santiago da Espada.

Gostou? Partilhe este artigo:

 

Gostou? Partilhe este artigo: