Goodreads Choice Awards 2018: Angie Thomas, Jojo Moyes e Stephen King entre os vencedores

goodreads-choice-awards-revista-estante-fnac

Já são conhecidos os vencedores da 10.ª edição dos Goodreads Choice Awards, os prémios anuais desta popular rede social dedicada a livros.

Foram mais de cinco milhões os utilizadores que votaram nos seus livros preferidos entre todos os que foram publicados (em inglês) durante o ano de 2018. Em disputa estiveram as habituais vinte categorias literárias, às quais foi adicionada este ano a de “Melhor dos Melhores”, uma forma de assinalar os 10 anos de prémios colocando em disputa todos os anteriores vencedores.

Nesta categoria especial, O Ódio que Semeias, de Angie Thomas, bateu pesos-pesados como Em Parte IncertaToda a Luz que Não Podemos Ver As Serviçais, acumulando um total de 68 489 votos. Entre os principais vencedores da mais recente edição dos Goodreads Choice Awards destacam-se também Jojo Moyes, vencedora do melhor livro de ficção do ano, e Stephen King, que foi distinguido em duas categorias.

Confere abaixo todos os vencedores dos Goodreads Choice Awards 2018:

Melhor livro de ficção
O Meu Coração Entre Dois Mundos
(Jojo Moyes)

Melhor livro de mistério ou thriller
The Outsider
 (Stephen King)

Melhor livro de ficção histórica
The Great Alone
 (Kristin Hannah)

Melhor livro de fantasia
Circe
 (Madeline Miller)

Melhor livro de romance
The Kiss Quotient
 (Helen Hoang)

Melhor livro de ficção científica
Vengeful
 (V. E. Schwab)

Melhor livro de terror
Elevation
 (Stephen King)

Melhor livro de humor
The Last Black Unicorn
 (Tiffany Haddish)

Melhor livro de não ficção
Desaparecer na Escuridão
 (Michelle McNamara)

Melhor livro de memórias ou autobiografia
Uma Educação
 (Tara Westover)

Melhor livro de História ou biografia
The Good Neighbor: The Life and Work of Fred Rogers
 (Maxwell King)

Melhor livro de ciência e tecnologia
The Rise and Fall of the Dinosaurs
 (Steve Brusatte)

Melhor livro de alimentação ou receitas
Cravings: Hungry for More
 (Chrissy Teigen)

Melhor novela gráfica ou livro de banda desenhada
Herding Cats
 (Sarah Andersen)

Melhor livro de poesia
The Witch Doesn’t Burn in This One
 (Amanda Lovelace)

Melhor primeiro livro
Filhos de Sangue e Osso
 (Tomi Adeyemi)

Melhor livro de ficção young adult
Leah on the Offbeat
 (Becky Albertalli)

Melhor livro de fantasia young adult
Kingdom of Ash
 (Sarah J. Maas)

Melhor livro infantojuvenil
The Trials of Apollo, vol. 3: The Burning Maze
 (Rick Riordan)

Melhor livro ilustrado
I Am Enough
 (Grace Byers)

Melhor dos Melhores
O Ódio que Semeias
 (Angie Thomas)

 

Gostou? Partilhe este artigo: