FNAC 20 anos

Duas décadas de grandes livros

Já faz parte de nós. Temos o hábito de a visitar sempre que nos apetece um novo livro. Um bom livro. É hoje uma referência em Portugal. Um espaço de cultura democratizada, on e off-line, um pouco por todo o país, com ofertas para todos os gostos. Tanto se enraizou que parece que sempre cá esteve. Mas há apenas 20 anos que a FNAC está em Portugal.

Foi no dia 28 de fevereiro de 1998 que esta marca criada em França, em 1954, deu os primeiros passos no nosso país. Cedo se revelou um fenómeno, expandindo-se de forma rápida e revolucionando o mercado livreiro no processo. Entrou connosco num novo milénio e tem-nos ajudado desde então a descobrir novos autores, novos géneros, novas histórias. Novos livros.

Porque é disso que se trata. Ou não fosse a FNAC feita de livros e leitores. Nesta edição da Estante, celebramos os 20 anos da FNAC em Portugal. Mas celebramos também, e sobretudo, os livros mais emblemáticos que nos passaram pelas mãos ao longo destas duas décadas.

De José Saramago a George R. R. Martin, de John Green a Paula Hawkins, de Dan Brown a Elena Ferrante, todos deixaram marca. E esta é a oportunidade ideal para os recordarmos.










2018

Os livros que estão a chegar Espreita o que aí vem!
Por: Carolina Morais e Tiago Matos | Ilustração: João Maio Pinto