Estará a magia de Nevermoor ao nível da de Harry Potter?

nevermoor-morrigan-crow-revista-estante-fnac

Magia, criaturas inusitadas e viagens fora deste mundo são palavras-chave para os fãs de Harry Potter. Mas se és um dos admiradores exigentes por um imaginário para lá deste mundo, Nevermoor também pode ter um lugar nas tuas leituras deste verão.


nevermoor-desafio-morrigan-crow

Nevermoor é mais do que uma cidade, é um sítio mágico onde apenas podemos entrar se tivermos a sorte de ser convidados. Esta sorte, em forma de contrato, chega por baixo da porta do quarto da menina Morrigan Crow, uns dias antes ao seu 11.º aniversário. Contrato esse que ela assina apenas por brincadeira e atira para a lareira, sem imaginar as aventuras que a esperam como consequência.

Morrigan Crow é uma estranha criança de olhos negros, solitária e mal-amada por culpa da maldição que lhe caiu por ter nascido num dia de azar. Dita essa maldição que todas as crianças nascidas neste dia não só morrerão no final do dia do seu 11.º aniversário como são as culpadas por todos os males que acontecerem na sua cidade.

É na noite do seu (suposto) último dia de vida que aparece Jupiter North, um homem vindo de Nevermoor para salvar a pequena Morrigan. É ele a sua boleia para fora deste mundo e o passe para o mundo secreto de Nevermoor. A fuga acontece com Morrigan incrédula e Jupiter numa correria contra o tempo. A pequena é arrancada do jantar de família, perseguida por caçadores de fumo e sombra – sombras escuras em forma de cães – que a querem impedir de passar o portal para chegar a Nevermoor.

No entanto, Jupiter e Morrigan são mais rápidos e entram em Nevermoor. Na sua chegada, Morrigan Crow descobre que o seu lugar nesta cidade mágica (e altamente secreta) não é garantido e que terá de competir com centenas de outras crianças em quatro campeonatos de talentos especiais para o ganhar. Ou falhar e voltar a casa para enfrentar o seu trágico destino.

Harry-Potter-e-a-Pedra-Filosofal-Vol-1

Onde é que já viste isto?

Um convite mágico trazido por uma coruja, um gigante que resgata um menino do seu trágico destino, uma cidade mágica e secreta. É impossível não reconheceres as semelhanças de Nevermoor com Harry Potter (e até, um pouco, com Alice no País das Maravilhas).

A história de Harry Potter começa com uma cicatriz misteriosa em forma de raio e uma infeliz infância, quando, após a morte dos pais, é acolhido pelos (frequentemente abusadores) tios. Também aos 11 anos é resgatado, quando Hagrid o vai buscar para que possa juntar-se à sua nova escola: Hogwarts. É aqui que vai descobrir os seus talentos como feiticeiro, que desconhecia ter.

Mas se a menina Morrigan tem direito a uma viagem num transporte futurista, em forma de aranha, para a conduzir ao portal de acesso ao mundo secreto, Harry tem mesmo de correr conta a parede de uma estação de comboios para entrar no seu mundo mágico.

Como Morrigan, também Harry tem aqui de provar os seus talentos para poder continuar a fazer parte da prestigiada escola de feitiçaria. Pelo meio, enfrenta medos, supera limites e vive as maiores aventuras da sua vida.

Nervermoor vs. Harry Potter

Apesar de todas as parecenças identificadas, Nevermoor e Harry Potter são histórias muito diferentes. Mas acabam por ter resultados semelhantes. Tanto uma saga como a outra são direcionadas para crianças e jovens, mas têm estilos narrativos que prometer agarrar também muitos adultos.

“Saga” é mesmo o termo certo, já que, se Harry Potter tem sete livros (excluindo spin-offs e uma peça), O Desafio de Morrigan Crow é o primeiro de uma série de nove volumes previstos. E, se ninguém se esquece dos filmes de Harry Potter, também já foram adquiridos os direitos de adaptação de Nevermoor ao grande ecrã. A própria Jessica Townsend – autora de Nevermoor– se assume fã de Harry Potter, embora rejeite ter inspirado a sua obra unicamente no jovem feiticeiro criado por J. K. Rowling.

Aguçou-te a curiosidade?


Por: Aléxia Costa

Gostou? Partilhe este artigo: