Editorial: Pedro Boucherie Mendes

O sagrado e sobretudo o profano

Pedro Boucherie Mendes*

As férias são uma espécie de primeiro de Abril para os livros. Todos juramos cumprir promessas de leituras adiadas, mas sabemos como é… Para piorar, a sacralização da leitura e dos livros (que temos por cá) é uma chatice, e ainda mais no veraneio. Já que vamos ler, que seja enriquecedor, culto, um clássico, um romance de que toda a gente fala, aquele ensaio que está a mudar o mundo. Assim, policiais e thrillers não contam, livros de dieta não se levam para férias, e convenhamos que A Vida Secreta dos Intestinos é para ser lido em privado. Talvez a espiritualidade, mas, caramba, estamos de férias, deixemos a alma sossegada que já basta o vento a estragar a tarde.

Nos livros que publiquei tenho observações divertidas no meio das coisas sérias, porque quem lê merece ser entretido e porque, acredito, a inteligência do leitor será capaz de sintonizá-las. E sim, uma pessoa deve interrogar-se porque é que havendo sabonete e chinelos, creme para o corpo e secador, raríssimas vezes há pasta de dentes nos hotéis. É inteligente fazer perguntas parvas e mais inteligente ainda é rir da parvoíce, da nossa e da dos outros.

Por falar nisso da inteligência, recomendo livros à prova de telemóvel e de conversa no toldo do lado. Quaisquer uns de Bill Bryson para rir, aprender e ficar cativo; Pornopopeia de Reinaldo Moraes se querem saber o que o português bem tratado com muito açúcar e picante pode fazer ao vosso humor. Recomendo ainda David Lodge, Murakami, Vasco Pulido Valente e, em especial, sugiro que encham os livros de areia, os dobrem e enfiem no saco ou na mochila sem grandes cuidados. Os livros são para ser lidos, não são um bebé nem um animal de estimação, muito menos um artefacto misterioso que tem de voltar a vossas casas imaculado sob pena do universo explodir. Já agora, o universo, se explodir, não será por sua causa.


Pedro Boucherie Mendes é jornalista
e diretor dos canais temáticos da SIC:
SIC Radical, SIC Mulher e SIC K.
Escreveu os livros Cemitério dos PrazeresAgora,
Ídolos – Sonho e Televisão e, mais recentemente,
Por um Lado Sim, Por Outro Lado Não.

*Pedro Boucherie Mendes escreve
de acordo com a antiga ortografia.

Gostou? Partilhe este artigo: