E o Óscar vai para…

adaptacoes-de-livros-que-ganharam-oscar-de-melhor-filme

Livros que inspiram filmes que ganham Óscares. Conhecidos os vencedores deste ano, recordamos outras ocasiões em que grandes livros originaram grandes filmes.

Não é novidade para ninguém que o mundo do cinema e da literatura estão intimamente ligados. Ainda a sétima arte estava a dar os primeiros passos, no século XIX, e já Georges Mélies filmava textos de Shakespeare e dos irmãos Grimm. Claro que muito se aprendeu com o passar dos anos. Exemplo: quando tentou adaptar McTeague, de Frank Norris, e deu por si com um filme de quase oito horas, Erich von Stroheim ensinou ao mundo a importância de cortar, resumir e adequar as cenas para satisfazer melhor as singularidades do grande ecra. Estando entendido que todas as obras devem ser tratadas como únicas, independentemente de terem origem noutras, a relação entre o cinema e a literatura evoluiu. Os números não mentem: 58% dos filmes mais vistos nas últimas duas décadas são adaptações de livros. E algumas até ganharam Óscares.

oscares-de-melhor-filme-livros-adaptados

Os grandes vencedores

A primeira película baseada num livro a ser distinguida com o Óscar para melhor filme foi A Oeste Nada de Novo, logo à terceira edição da cerimónia de prémios. O romance de Erich Maria Remarque sobre um grupo de soldados desiludidos com a guerra foi adaptado ao cinema por Lewis Milestone, que também venceu o Óscar para melhor realizador. Os 85 anos que se seguiram confirmaram a apetencia da indústria por filmes baseados em livros: mais de metade dos premiados com o principal galardao do cinema americano nasceram sob a forma de romances, novelas ou contos. Neste lote encontram-se livros de géneros tao diversos como tragédias clássicas (Hamlet), livros de aventuras (A Volta ao Mundo em 80 Dias), romances criminais (O Padrinho), fantasia (O Senhor dos Anéis: O Regresso do Rei) e biografias (12 Anos Escravo).

oscares-de-melhor-filme-adaptacao-de-livros

Foco no argumento

Mas a grande noite dos Óscares nao se resume ao prémio de melhor filme. Entre as muitas categorias em disputa existe, por exemplo, uma que distingue precisamente o melhor argumento adaptado. Os seus vencedores incluem filmes baseados em livros tao elogiados como Mulherzinhas (Louisa May Alcott), Mataram a Cotovia (Harper Lee), Doutor Jivago (Boris Pasternak), O Exorcista (William Peter Blatty), Sensibilidade e Bom Senso (Jane Austen) ou Os Descendentes (Kaui Hart Hemmings). Já os conhece a todos? Nao se esqueça, ainda assim, da velha máxima: “O livro é sempre melhor do que o filme.” Na maior parte das vezes, vale mesmo a pena experimentar ambos.


Por: Tiago Matos

Gostou? Partilhe este artigo: