Distopias: precursores e contemporâneos

distopias-precursores-contemporaneos-revista-estante-fnac

PRECURSORES

A Utopia de Thomas More abriu caminho para a escrita de muitas outras utopias e distopias, como A Cidade do Sol (Tommaso Campanella). Mas o género só explode verdadeiramente já no século XX, em jeito de resposta às guerras mundiais e às ditaduras que se alastram.

Em 1921, Evgueni Zamiatine publica Nós, uma das distopias mais influentes de sempre. Passa-se num futuro onde todas as casas são feitas de vidro – para facilitar a vigilância – e as pessoas identificadas por códigos.

Este romance inspira vários elementos de obras-primas como Admirável Mundo Novo e 1984, ajudando a consagrar em definitivo duas das principais figuras da literatura distópica: Aldous Huxley e George Orwell.


Nós
NÓS
Evgueni Zamiatine
Antígona
#futuro #espaço #vigilância

Admirável-Mundo-Novo

ADMIRÁVEL MUNDO NOVO
Aldous Huxley
Antígona
#ditadura #controlopopulacional #falsautopia

Regresso-ao-Admirável-Mundo-Novo

REGRESSO AO ADMIRÁVEL MUNDO NOVO
Aldous Huxley
Antígona
#26anosdepois #ensaio #reavaliação

 A-Ilha
A ILHA
Aldous Huxley
Antígona
#ganância #invasão #contraponto
1984
1984
George Orwell
Antígona
#bigbrother #propaganda #2+2=5
A-Quinta-dos-Animais
A QUINTA DOS ANIMAIS
George Orwell
Antígona
#revolução #igualdade #animais

CONTEMPORÂNEOS

A ficção utópica e principalmente a distópica voltaram a crescer em popularidade neste início do século XXI depois de um período de maior abrandamento nas últimas décadas do século passado. Parecem verificar-se três tendências principais no género.


Distopias da vida real

Será que as distopias não estão assim tão longe da nossa realidade? É o que autores como Philip Roth e Anthony Marra parecem demonstrar com as suas ficções sobre os Estados Unidos e a Rússia, respetivamente. Ainda mais imaginativo é Ele Está de Volta, que parte de um cenário em que Hitler volta dos mortos para mostrar quão permeáveis somos a ditaduras.

A-Conspiração-Contra-a-América
A CONSPIRAÇÃO CONTRA A AMÉRICA
Philip Roth
Dom Quixote
#eua #lindbergh #judaísmo
O-Czar-do-Amor-e-do-Tecno
O CZAR DO AMOR E DO TECNO
Anthony Marra
Teorema
#rússia #censura #contos
Ele-Está-de-Volta
ELE ESTÁ DE VOLTA
Timur Vernes
Lua de Papel
#alemanha #hitler #regresso

Os muçulmanos dominam o mundo

A ameaça do Estado Islâmico tem-se materializado em distopias que teorizam o que seria a Europa e o mundo sob domínio muçulmano. Frequentemente com consequências aterradoras no que diz respeito à manutenção dos direitos humanos.

Submissão
SUBMISSÃO
Michel Houllebecq
Al’faguara
#frança #muçulmanos #política
2084-O-Fim-do-Mundo
2084 – O FIM DO MUNDO
Boualem Sansal
Quetzal
#islamismo #europa #ditadura

Fantasias que escondem medos

O sucesso de distopias como Os Jogos da Fome e Divergente entre os leitores mais jovens inspirou um novo subgénero que, a partir de elementos antásticos ou sobrenaturais, explora caminhos potencialmente assustadores que a sociedade pode tomar.

As-Primeiras-Quinze-Vidas-de-Harry-August
AS PRIMEIRAS QUINZE VIDAS DE HARRY AUGUST
Claire North
Saída de Emergência
#ressurreição #prevenção #dominação
Dois-Anos-Oito-Meses-e-Vinte-e-Oito-Noites
DOIS ANOS, OITO MESES E VINTE E OITO NOITES
Salman Rushdie
Dom Quixote
#fantasia #guerra #novaiorque
Zero-K
ZERO K
Don DeLillo
Sextante Editora
#ciência #criopreservação #imortalidade

Gostou? Partilhe este artigo: