A Culpa é das Estrelas em 5 curiosidades

john-green-revista-estante-fnac

Durante muitos anos, existiram apenas livros para crianças e livros para adultos. Depois surgiu John Green. 

culpa das estrelas

O que, associado a fenómenos como Harry Potter, Crepúsculo e Os Jogos da Fome, obrigou o mundo editorial a reconhecer uma nova categoria: os livros Young Adult.

Claro que, no início, Green não pensava em revolucionar o mercado. Queria apenas combater o que entendia ser uma certa condescendência nos livros para jovens. “Estou farto que os adultos digam aos adolescentes que eles não são inteligentes, que não conseguem ler de modo crítico, que não pensam de forma profunda”, chegou a afirmar.

Foi o que tentou fazer em A Culpa É das Estrelas, um romance sobre dois adolescentes com cancro que se apaixonam.

Publicado em 2012, o livro revelou-se um imenso sucesso, tendo inspirado uma adaptação igualmente bem-sucedida ao cinema, com Shailene Woodley e Ansel Elgort nos principais papéis. Produzida com um orçamento de 12 milhões de dólares, estreou em 2014 e arrecadou mais de 300 milhões em todo o mundo, consagrando em definitivo o género Young Adult.

A culpa pode ser das estrelas mas também é de John Green.


5 CURIOSIDADES SOBRE A CULPA É DAS ESTRELAS


O livro começou por ser imaginado como uma história de zombies.
A premissa, para John Green, foi a questão: “Que significado pode haver numa vida curta se não encararmos o sofrimento como nobre ou transcendente?”
O título foi retirado da peça Júlio César, de William Shakespeare.
A modelo para a personagem Hazel foi Esther Grace Earl, uma adolescente com cancro da tiroide que o autor conheceu numa convenção para fãs de Harry Potter.
John Green acompanhou a maior parte das filmagens da adaptação e chorou todos os dias – “porque eles eram bons todos os dias!”

Por: Tiago Matos

Gostou? Partilhe este artigo: