Bruno Vieira Amaral vence Prémio Literário José Saramago 2015

Com o romance As Primeiras Coisas, Bruno Vieira Amaral é o vencedor da 9.ª edição do Prémio Literário José Saramago, distinção bienal instituída pela Fundação Círculo de Leitores que tem por objetivo o reconhecimento de obras de ficção, romance ou novela escritas em português por autores com idade igual ou inferior a 35 anos.

As Primeiras Coisas, publicado pela Quetzal, já havia vencido, em 2013, o Prémio de Livro do Ano da Time Out, o Prémio Fernando Namora e o Prémio PEN Narrativa.

O prémio, no valor de 25 mil euros, foi hoje anunciado na Casa dos Bicos, em Lisboa, sede da Fundação José Saramago. O júri foi este ano composto por Guilhermina Gomes, Ana Paula Tavares, António Mega Ferreira, Nelida Piñon e Pilar del Río.

Nas edições anteriores, o Prémio Literário José Saramago foi atribuído a Paulo José Miranda (Natureza Morta), José Luís Peixoto (Nenhum Olhar), Adriana Lisboa (Sinfonia em Branco), Gonçalo M. Tavares (Jerusalém), Valter Hugo Mãe (O Remorso de Baltazar Serapião), João Tordo (As Três Vidas), Andréa del Fuego (Os Malaquias) e Ondjaki (Os Transparentes).

Gostou? Partilhe este artigo: