Big Little Lies: a série depois do livro

big-little-lies-revista-estante-fnac

Uma das maiores apostas televisivas do ano é inspirada no livro Big Little Lies, de Liane Moriarty. Conhece a história, as personagens e as inspirações da autora.

 

Big Little Lies

Celeste parece ter a vida de sonho. Por trás da sua carreira de sucesso e do marido aparentemente perfeito esconde-se, porém, uma história de violência. A sua melhor amiga, Madeleine, é uma mãe exemplar e protetora. Tão protetora, aliás, que os ciúmes que sente da nova mulher do ex-marido ameaçam consumi-la. Perto delas vive também Jane, mãe solteira de um jovem problemático e dona de um passado obscuro.

Estas são três das habitantes da cidade de Monterey, no Sul da Califórnia, e também as protagonistas da série Big Little Lies – ou, em português, Pequenas Grandes Mentiras.

Considerada uma das maiores apostas televisivas do ano, a trama da HBO – transmitida em Portugal pelo canal TVSéries – tem Nicole Kidman, Reese Witherspoon e Shailene Woodley (Celeste, Madeleine e Jane, respetivamente) como principais rostos. E as primeiras críticas têm-se revelado bastante positivas.

Não se trata, no entanto, de um argumento original. Big Little Lies é baseada no romance homónimo de Liane Moriarty, que chegou pela primeira vez às livrarias em 2014.

NA TELEVISÃO
A série Big Little Lies, que também conta com Nicole Kidman e Reese Witherspoon como produtoras executivas, é transmitida pelo canal TVSéries, todas as segundas-feiras, às 22h45.

 

Um livro de mistério, crime e violência

É uma história bem mais turbulenta do que parece. Tudo começa, aliás, com um crime. Um crime do qual não se conhece nem a vítima, nem o culpado, nem o motivo. Um crime que serve de puzzle central, mas ao qual se aliam temas alarmantes como o bullying e outras formas de violência.

“Eu não planeei escrever um livro sobre bullying, mas quando olhei para trás, vi que era sobre isso mesmo: bullying na escola, bisbilhotice, mesquinhez e violência doméstica”, esclareceu a autora australiana Liane Moriarty.

O que a motivou a escrever este livro foi, por um lado, as experiências de vida de duas das suas amigas mais próximas e, por outro, uma entrevista que ouviu na rádio. “Uma mulher estava a falar de como o seu pai havia abusado da sua mãe, e do trauma que isso lhe provocou. No final da entrevista, descreveu os momentos em que regressava a casa, já adulta, e se escondia debaixo da cama quando os seus pais começavam a discutir. A infância que ela teve despertou algo em mim. Acabei por usar essa cena no livro”, contou.

Há três anos, quando foi lançado, Big Little Lies chegou ao primeiro lugar da lista de bestsellers do jornal The New York Times e foi considerado pela Entertainment Weekly “um sucesso garantido”. Confirma-se.

A autora

Liane Moriarty tem 50 anos. Os últimos 17 foram dedicados à escrita, depois de uma carreira que passou por publicidade e marketing. O seu primeiro romance, Three Wishes, surgiu em 2004, antecedendo obras como Dez Anos Depois, The Husband’s Secret e Truly Madly Guilty. Esta última oferece um olhar aprofundado sobre o casamento, a parentalidade, a amizade e os erros que tão frequentemente cometemos nas nossas relações.


Por: Carolina Morais

Gostou? Partilhe este artigo: