Beja terá primeiro museu de banda desenhada em Portugal

banda-desenhada-revista-estante-fnac

Portugal é, até ao momento, o único país da Europa Ocidental sem um museu de banda desenhada. Essa é uma lacuna que a Câmara Municipal de Beja planeia preencher muito brevemente, quando abrir um espaço inteiramente dedicado à história da nona arte, especialmente a portuguesa, desde 1850 até aos dias de hoje.

O museu permitirá reunir “uma parte significativa” do espólio luso, explicou Paulo Monteiro, responsável pelo projeto e diretor do Festival Internacional de Banda Desenhada de Beja, à Agência Lusa. E realçou: “Portugal foi dos primeiros [países] do mundo a ter banda desenhada.”

Estarão certamente em destaque nomes como Rafael Bordalo Pinheiro, autor da famosa personagem satírica Zé Povinho, ou António Nogueira da Silva, responsável pela primeira história de banda desenhada publicada em Portugal. Não faltarão, de igual modo, obras de artistas para lá da nossa fronteira.

Além de dar destaque aos grandes feitos do passado, o museu privilegiará ainda espaços de trabalho para jovens autores, assim como ateliês de banda desenhada, serigrafia e ilustração. Resta definir o investimento necessário para o arranque do projeto e uma data de abertura ao público.

Gostou? Partilhe este artigo: