As primeiras frases mais
marcantes da literatura

Quanto vale uma primeira frase? As opiniões dividem-se, mas são muitos os autores que se esforçam para encontrar a introdução perfeita para os seus romances. Uma boa primeira frase intriga o leitor, apresenta o protagonista (e, em alguns casos, o antagonista) e revela o tom geral da história. Conheça algumas das mais marcantes de sempre, ordenadas por data de publicação.

frases-marcantes-livros-estante-fnac

Por: Tiago Matos

 


“Quem me dera que o meu pai, ou a minha mãe, ou ambos, para dizer a verdade, uma vez que ambos estavam de serviço na ocasião, tivessem prestado mais atenção ao que estavam a fazer quando me conceberam; tivessem eles tomado em devida conta o quanto eu dependia daquilo que estavam então a fazer – já que não estava em causa apenas a produção de um Ser racional, mas possivelmente a boa formação e temperatura do seu corpo, talvez até o seu génio e a qualidade do seu espírito – e, apesar do que pudessem pensar em contrário, mesmo a fortuna da sua casa podia ser determinada pelos humores e disposições que fossem então dominantes: tivessem eles tomado tudo isto em devida conta, e procedido em conformidade, estou verdadeiramente convencido que eu teria feito outra figura no mundo, muito diferente daquela em que o leitor provavelmente me há de ver.”

A Vida e Opiniões de Tristram Shandy , Laurence Sterne


“É uma verdade universalmente reconhecida que um homem rico e solteiro precisa de uma esposa.”

Orgulho e Preconceito , Jane Austen


“Tratem-me por Ismael.”

Moby Dick , Herman Melville


“Era o melhor dos tempos, era o pior dos tempos.”

História em Duas Cidades , Charles Dickens


“Todas as famílias felizes são parecidas, cada família infeliz é-o à sua maneira.”

Anna Karénina , Lev Tolstói


“Durante muito tempo, deitei-me cedo.”

Em Busca do Tempo Perdido , Marcel Proust


“Certa manhã, ao acordar após sonhos agitados, Gregor Samsa viu-se na sua cama, metamorfoseado num monstruoso inseto.”

A Metamorfose , Franz Kafka


“Hoje, a mãe morreu.”

O Estrangeiro , Albert Camus


“Era um dia claro e frio de abril, nos relógios batiam as treze.”

Mil Novecentos e Oitenta e Quatro , George Orwell


“Se estão mesmo interessados nisto, então a primeira coisa que devem querer saber é onde é que nasci, e como foi a porcaria da minha infância, o que faziam os meus pais e tudo antes de eu ter nascido, e toda essa treta estilo David Copperfield, mas não estou nada para aí virado, para dizer a verdade.”

À Espera no Centeio , J. D. Sallinger


“Lolita, luz da minha vida, fogo da minha virilidade.”

Lolita , Vladimir Nabokov


“Enterrei hoje minha mulher – porque lhe chamo minha mulher?”

Alegria Breve , Vergílio Ferreira


“Muitos anos depois, diante do pelotão de fuzilamento, o coronel Aureliano Buendía haveria de recordar aquela tarde remota em que o pai o levou a conhecer o gelo.”

Cem Anos de Solidão , Gabriel García Márquez


“Tudo isto aconteceu, mais ou menos.”

Matadouro Cinco , Kurt Vonnegut


“Estás para começar a ler o novo romance Se Numa Noite de Inverno um Viajante de Italo Calvino.”

Se Numa Noite de Inverno um Viajante , Italo Calvino


“O homem de negro fugiu pelo deserto e o pistoleiro foi no seu encalço.”

O Pistoleiro , Stephen King


“Em cada milímetro deste chão está o último instante da minha vida.”

Baía dos Tigres , Pedro Rosa Mendes


“Se vais ler isto, não te maces.”

Asfixia , Chuck Palahniuk


“No ano dos meus noventa anos quis oferecer a mim mesmo uma noite de amor louco com uma adolescente virgem.”

Memória das Minhas Putas Tristes , Gabriel García Márquez


“No dia seguinte ninguém morreu.”

As Intermitências da Morte , José Saramago


Gostou? Partilhe este artigo: