As novidades literárias preferidas do público em 2019

 

livros-preferidos-revista-estante-fnac

O ano de 2019 esteve recheado de grandes novidades literárias. A FNAC quis saber quais foram os lançamentos de que o público mais gostou e lançou uma sondagem. Estás curioso para conhecer os resultados?

OS LIVROS PREFERIDOS DOS FÃS DE FICÇÃO

rapaz-que-seguiu-pai-para-auschwitz-revista-estante-fnac

 

O Rapaz que Seguiu o Pai para Auschwitz

Jeremy Dronfield

Dronfield assumiu como missão contribuir para que o Holocausto e as suas vítimas nunca caiam no esquecimento. Foi por esse motivo que nos deu a conhecer a história de Gustav e Fritz, pai e filho, dois dos primeiros judeus austríacos presos e enviados para Bunchenwald. Um dia, Gustav recebeu ordem de transferência para Auschwitz, sinónimo de morte certa, e Fritz viu-se confrontado com uma escolha: deveria deixar o pai morrer sozinho ou ir com ele? Baseando-se no diário que Gustav manteve durante os seis anos de aprisionamento, bem como numa extensa pesquisa, Dronfield conta neste livro uma história dilacerante mas muito honesta, o que explica a preferência dos leitores.


O-Intruso-Stephen-king-revista-estante-fnac

O Intruso

Stephen King

Se há escritor habituado a conquistar o público é Stephen King. Num ano em que contou com lançamentos literários, cinematográficos e até o anúncio de uma nova série (baseada no seu primeiro romance publicado, Carrie), King conseguiu também um lugar no top de preferências dos leitores FNAC. O Intruso fez furor pelo seu plot twist, que o levou de um thriller previsível a uma verdadeira história de terror – bem ao estilo de Stephen King. Com uma criança assassinada e o principal suspeito a jurar a pés juntos que estava noutra cidade no momento do crime, este livro tem tudo para conquistar os fãs do género.


essa-gente-revista-estante-fnac

Essa Gente

Chico Buarque

Foi lançado no final do ano, mas nem por isso perdeu tempo a conquistar o público FNAC e a entrar no top de favoritos. Afinal, estamos a falar de um dos livros mais aguardados do ano. O primeiro romance do autor desde que venceu o Prémio Camões 2019 e o sexto da sua bibliografia, que se iniciou em 1991 com a publicação de Estorvo. Tendo como cenário o Rio de Janeiro, o cantor brasileiro conta-nos a história de um escritor amargurado e em decadência que nada quer senão inspiração para um novo livro que o erga de volta ao sucesso. O Brasil contemporâneo retratado por um dos maiores ícones deste país.


Gaiola-de-ouro-Revista-Estante-Fnac

Uma Gaiola de Ouro

Camilla Läckberg

Em abril de 2019, Camilla Läckberg decidiu surpreender os fãs: fez uma pausa nos thrillers nórdicos, a que tão bem os habituou, e deu-lhes Uma Gaiola de Ouro. Mas nem por isso Fjällbacka foi esquecida, já que é lá que se desenrola a história da vingativa Faye. Depois de o marido, aparentemente perfeito, a enganar e acabar com a sua vida de sonho, Faye dá uma volta de 180 graus. É através da sua história que a autora mostra que longe vão os tempos em que as mulheres deviam ser exemplo de bom comportamento. Uma história que mostra que nem sempre a perfeição é aquilo que parece.


Serotonina-Revista-Estante-Fnac

Serotonina 

Michel Houellebecq

É controverso e o seu nome anda sempre nas bocas do mundo – mas isso não o demove. E é por isso que não nos surpreende que Houellebecq tenha conquistado um lugar entre as preferências dos leitores em 2019, o mesmo ano em que lançou Serotonina. O público FNAC adorou o livro que, através de protestos de agricultores, parece ter previsto a revolta dos coletes amarelos que marcaram a França desde o início do ano. E, claro, não esqueçamos o enredo principal: um homem desiludido com a vida, que descobre um antidepressivo que liberta serotonina e, eventualmente, se vê confrontado com os efeitos do seu vício.

OS LIVROS PREFERIDOS DOS FÃS DE NÃO FICÇÃO

Esta tudo f*dido

Está Tudo F*dido

Mark Manson

Parece que os livros de autoajuda que nos tranquilizam já não são o que eram. Em alternativa, os leitores preferem a honestidade e Mark Manson já nos mostrou que domina a arte da sinceridade brutal. Esqueça o positivismo porque, na sua mais recente obra, Manson mostra-nos que está mesmo tudo “f*dido” – e que o melhor é aceitarmos. Apesar disto, nem tudo está perdido: afinal, o autor ensina que é na ausência de esperança que reside a miséria total. Ou seja, a solução é: tem esperança. Muita esperança. E dá uma hipótese aos ensinamentos de um dos autores que mais conquistaram os portugueses em 2019.


arte-de-viver-simplesmente-revista-estante-fnac

A Arte de Viver Simplesmente

Shunmyo Masuno

Numa altura em que a rotina toma conta de nós e o caos nos tira cada vez mais tempo para aproveitar a vida, não admira que procuremos formas de acabar com este flagelo. Depois da arte de organizar espaços, de Marie Kondo, chegou-nos a arte de organizar a mente, pelas mãos (e escrita) de Shunmyo Masuno. Em 2019, o autor e monge japonês ensinou os leitores a serem zen. E eles adoraram. A Arte de Viver Simplesmente foi um sucesso de vendas e mostrou como simples gestos podem fazer uma grande diferença na vida.


vai correr tudo mal

Vai Correr Tudo Mal

Joana Marques

Joana Marques prometeu que este livro ia mudar a vida dos leitores – e eles gostaram. A conhecida humorista e locutora de rádio decidiu escrever o primeiro livro de antiajuda do mundo (sim, leste bem) para contrariar os típicos livros de autoajuda, sempre tão positivos. Em Vai Tudo Correr Mal, a autora desconstrói aqueles conceitos cliché, como “energia negativa”, e enriquece o público com conselhos carregados de utilidade. Um livro que, apesar de aconselhar todos a prepararem-se para o pior (até porque a verdade dói), passou com distinção na avaliação de quem o leu.


uma-beleza-que-nos-pertence

Uma Beleza que nos Pertence

José Tolentino Mendonça

É poeta, professor e, em outubro passado, tornou-se também cardeal, elevado pelo Papa Francisco. Numa obra que cativou os fãs dos livros de não ficção, José Tolentino Mendonça juntou crónica, ensaio e poesia para falar de amor, solidão e da presença de Deus. O mais recente livro de aforismos, questões inquietantes acerca da humanidade e pensamentos profundos por parte do autor sucede a obras como O Pequeno Caminho das Grandes PerguntasElogio da Sede.


não-te-fodas-revista-estante-fnac

Não te F*das

Gary John Bishop

Talvez nunca tenhas pensado nisso, mas há algo em que todos somos ótimos: arranjar desculpas. Para não fazer alguma coisa, para não ir a determinado sítio ou até mesmo para o erro monumental que cometemos. A boa notícia é que, a avaliar pelo sucesso de Não te F*das, estamos fartos de o fazer. Inadequado para quem se ofende facilmente e para quem desistiu de dar o seu melhor, este livro foi votado como um dos melhores de 2019 pelos clientes FNAC. O que aprendemos? Gary John Bishop é um life coach que não tem tempo para brincadeiras. E o seu bestseller é prova disso.

Por: Inês Pereira

Gostou? Partilhe este artigo: