A Casa dos Budas Ditosos: a história de uma polémica

livro-proibido-revista-estante-fnac

Lisboa, 26 de julho de 2008. 

A-Casa-dos-Budas-Ditosos

O brasileiro João Ubaldo Ribeiro é distinguido com o Prémio Camões, tido por muitos como o mais importante reconhecimento da língua portuguesa, devido ao “alto nível da sua obra literária”. O galardão chega quase uma década após o autor de clássicos como Sargento Getúlio e Viva o Povo Brasileiro ter visto o seu nome envolvido numa polémica que teve como centro o romance A Casa dos Budas Ditosos.

“De um erotismo frequentemente perturbador, mas sempre elegante, esta obra de arte apareceu em Portugal nos anos 90”, recorda Joel Silva, livreiro na FNAC Amoreiras. “Embora em fim de século, Portugal ainda vivia num clima extremamente religioso e sem grande abertura para a exposição de registos tão íntimos. Mesmo em Lisboa havia ainda a associação do erotismo ao pecado, do sexo a algo malicioso.”

Isto levou a que alguns pontos de venda proibissem a venda do livro – no entanto, a FNAC decidiu não o fazer.

“A posição da FNAC foi continuar a vender o livro”, explica Joel Silva. “É que, por menos preparada que a nossa sociedade estivesse para um livro tão forte, proibir não era justo. Estávamos num país livre. E a evolução de Portugal só seria uma realidade quando soltasse preconceitos antigos. Fora da polémica social, a FNAC dedicou- se a ‘libertar’ uma grande obra literária que, no seu país de origem, esteve 37 semanas no top de vendas. Contrastes de povos com a mesma língua.”


joel-silva-revista-estante-fnac

Joel Silva
Livreiro na FNAC Amoreiras

A Casa dos Budas Ditosos continuará a ser uma referência pelo papel que assumiu na sociedade. Foi um ponto de viragem. E fez mais. O mercado editorial reforçou o tema e, neste momento, os romances eróticos são recorrentes sucessos, replicados muitas vezes para o cinema. A Casa dos Budas Ditosos será sempre um livro chocante e controverso, mas felizmente agora é mais reconhecido pela qualidade da escrita.


Por: Tiago Matos

Gostou? Partilhe este artigo: