5 livros para ler em março

 

livros-marco-revista-estante-fnac

Roberto Bolaño, Daniel Silva e Svetlana Alexievich são apenas alguns dos nomes que chegam este mês às livrarias portuguesas com novos livros. A tempo da primavera.


viuva-negra-daniel-silva-revista-estante-fnac

A Viúva Negra

Daniel Silva

Este é já o 16.º thriller de Daniel Silva protagonizado pelo célebre espião e restaurador de arte Gabriel Allon. E, como não podia deixar de ser, promete muita ação. No centro da narrativa encontra-se a detonação de uma bomba, em Paris, por parte do Estado Islâmico, o que lança Allon numa intensa perseguição ao terrorista conhecido por Saladino. Só que, para isso, terá de infiltrar uma aliada na perigosa organização.


coracao-mais-que-perfeito-revista-estante-fnac

Coração Mais Que Perfeito

Sérgio Godinho

Conhecemo-lo principalmente como músico, mas Sérgio Godinho também dá cartas na área da literatura. Já publicou contos, poemas e histórias infantis, mas estreia-se agora no mundo dos romances com esta narrativa de estrutura não linear. Coração Mais Que Perfeito descreve-nos o antes e o depois da morte através de duas personagens fortes, com muitos segredos para conhecer.


lobo-do-mar-revista-estante-fnac

Lobo do Mar

Garrett McNamara e Karen Karbo

Foi uma das imagens mais marcantes de 2011: em plena Nazaré, Garrett McNamara batia um recorde mundial, surfando uma onda com uns impressionantes 24 metros de altura. Não mais este surfista americano abandonou o imaginário português – e não só. Agora, a história desta e de outras aventuras vividas por GMac, como é carinhosamente apelidado, pode ser lida nesta biografia escrito em conjunto com Karen Karbo.


rapazes-de-zinco-revista-estante-fnac

Rapazes de Zinco

Svetlana Alexievich

A bielorrussa Svetlana Alexievich, vencedora do Prémio Nobel de Literatura em 2015 e autora de obras como Vozes de Chernobyl e A Guerra Não Tem Rosto de Mulher, chega este mês às livrarias portuguesas com esta obra originalmente publicada em 1991. Rapazes de Zinco é composto por testemunhos de soldados, enfermeiras e outros protagonistas da guerra que opôs a União Soviética e o Afeganistão entre 1979 e 1989. Um livro bem ao jeito desta autora, com prefácio de José Milhazes.


espirito-ficcao-cientifica-revista-estante-fnac

O Espírito da Ficção Científica

Roberto Bolaño

Nasceu em 1953, morreu em 2003 e, pelo meio, deixou-nos livros tão impressionantes como 2666 ou Os Detectives Selvagens. O chileno Roberto Bolaño regressa agora às livrarias com O Espírito da Ficção Científica, um romance inédito, escrito em 1984, onde acompanhamos as atribuladas vidas de Jan e Remo, dois jovens escritores na Cidade do México, durante a louca década de 1970.


 

Gostou? Partilhe este artigo: