Rute Caldeira: “A meditação mudou radicalmente a minha vida”

Conhecer o nosso cérebro é o primeiro passo para o podermos treinar para ser mais positivo. Rute Caldeira, autora do livro Liberta-te de Pensamentos Tóxicos, fala-nos sobre a importância de nos libertarmos de sentimentos negativos.

Liberta-te de Pensamentos Tóxicos

Rute Caldeira

Com prefácio da apresentadora Fátima Lopes, este livro introduz uma “dieta espiritual” para afastar pensamentos negativos.

Manuscrito

Por que razão é tão importante conhecermos como o nosso cérebro funciona e a forma como reage a determinados estímulos de forma diferente?

O nosso cérebro rege o nosso corpo e o nosso corpo é o nosso templo sagrado. Não conhecer uma das nossas partes, principalmente uma máquina poderosa como o cérebro, é como desperdiçarmos um presente poderosíssimo que temos diariamente ao nosso dispor.

Além disto, é viver de forma não consciente. Se desconheço as consequências de alimentar pensamentos tóxicos, vou repetindo os mesmos completamente alienado dos resultados que trazem aos meus órgãos, às minhas células e à minha própria mente. Quando os pensamentos geram medo, ansiedade, angústia, preocupação, libertamos no nosso corpo a hormona cortisol, que reduz o nosso sistema imunitário, inflama as nossas células e compromete o nosso equilíbrio homeostático – que assegura a manutenção e a integridade física, corrige excessos ou desvios.

Quando produzimos pensamentos de tranquilidade, pacificidade e descontração, estamos a impulsionar a comunicação com os neurotransmissores responsáveis pela produção da serotonina (antidepressivo natural), melatonina (regula os ciclos de sono) e endorfina (ajuda no alívio da dor). Somos um todo, e é necessário estarmos em equilíbrio com esse todo.

A Índia surge para muitas pessoas como um marco importante na decisão de se dedicarem mais ao mundo espiritual. Para si não foi diferente. O que tem a Índia de tão diferente?

Na verdade, não precisamos de viajar até à Índia para nos dedicarmos ao mundo espiritual, essa descoberta e magia encontra-se dentro de cada um de nós. Mas sem dúvida que a Índia, o berço da espiritualidade, tem algo de muito diferente.

Lá tudo é natural: meditar na rua não é visto com estranheza mas com naturalidade; entoar mantras é natural; acender incenso em frente ao rio Ganges e orar é natural; praticar yoga em jardins a qualquer hora do dia é natural. Não existem preconceitos, não existem tabus, não existem rótulos como “esotérico” ou “hippie”, entre outros. Essa liberdade torna a Índia um sítio muito especial e transformador.

Como é que o yoga mudou a sua vida?

Na verdade, comecei o meu percurso a partir da meditação e foi a meditação que mudou radicalmente a minha vida, o yoga veio depois. A meditação trouxe-me um controlo maravilhoso e brutal sobre as minhas emoções, tornou-me altamente consciente do meu corpo, pensamentos e comportamentos. A partir desse momento tornei-me uma pessoa completamente diferente – feliz, mais saudável, positiva e até mais bem-sucedida.

O yoga tem o mesmo impacto. É a preparação para a meditação. A partir desta prática aprendemos a ter um controlo físico e mental enorme, desligamos do mundo exterior, aprendemos o controlo dos sentidos e fazemos uma viagem interna.


Gostou? Partilhe este artigo: